CPI dos Crimes Cibernéticos debate com jornalistas assédio sexual a crianças

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga os crimes cibernéticos realiza audiência pública nesta terça-feira, às 14h30, horário de Brasília, para debater o assédio sexual a crianças nas redes sociais.

Foram convidadas Juliana de Faria, Luíse Bello e Maíra Liguori, criadoras do site “Think Olga”, que debate temas feministas, atendendo requerimento do deputado Rafael Motta (PROS-RN).

No ano passado, Juliana de Faria lançou, no Twitter, a hashtag #PrimeiroAssédio, com o intuito de estimular mulheres a contarem os casos de assédio que viveram na infância ou na adolescência. O objetivo da comissão é discutir o episódio envolvendo uma participante de 12 anos do reality show MasterChef Júnior que foi alvo de comentários de cunho sexual nas redes sociais no ano passado.

“Não se pode deixar de colher as impressões da jornalista Juliana de Faria a respeito de todo o ocorrido e de suas nefastas repercussões, bem como sobre o inequívoco sucesso de sua iniciativa”, afirmou Rafael Motta.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *