Últimas

De olho na prefeitura do Recife, André Ferreira troca PMDB por PSC

Em busca de maior “independência partidária” para, inclusive, postular uma candidatura à prefeitura do Recife, o deputado estadual André Ferreira anunciou ontem que troca o PMDB pelo PSC. Ele vai presidir a sigla socialista-cristã em Pernambuco e chega com poder de barganha duplo. Isso porque tem o irmão, Anderson Ferreira, que quer ser candidato a prefeito de Jaboatão, no comando estadual do PR e avisa: “onde caminhar o PSC também, deve caminhar o PR”, declarou. Juntas as siglas somam quase um minuto de tempo de TV e rádio para guia e detêm uma parcela significativa dos votos do eleitorado evangélico, que de tão expressivo, tornou-se cobiça de muito político, eleição após eleição.

Indagado sobre a possibilidade de se lançar ao Executivo recifense, André Ferreira não confirma nem descarta. “No PSC eu tenho uma autonomia de decisão que não tinha no PMDB e não posso dizer que a gente não sonha com essa possibilidade (de disputar o Recife). É claro que existe, mas há também uma conjuntura. Estamos alinhados com o prefeito (Geraldo Julio), mas política é algo muito dinâmico e vamos conversar”, diz pouco antes de ressaltar os números que atingiu nos últimos pleitos. “Recife é uma cidade importante para mim. Eu tive 40 mil votos aqui para deputado estadual e fui por duas vezes o vereador mais bem votado do município”.

As conversas para mudança de partido começaram em dezembro e na quarta-feira a decisão foi anunciada ao presidente do PMDB pernambucano, Raul Henry. Não houve contraproposta. “Não tem como fazer contraproposta para alguém que vai deixar de ser liderado para ser líder”, respondeu André Ferreira. Até janeiro cogitava-se que os peemedebistas rompessem com Geraldo Julio para lançar nome próprio à prefeitura. Recentemente, porém, as negociações evoluíram para a possibilidade do PMDB ocupar a vice em lugar do PCdoB. Apesar do foco do PSC com ser o público evangélico esta é a primeira vez que o partido tem um presidente estadual ligado ao setor. Os atecessores dele foram Silvio Costa e Cadoca.

Ferreira assume o partido também com a missão de fazer a sigla crescer no interior. Desde o início da semana ele mantém conversas com políticos que querem se filiar ao PSC para concorrer à prefeituras. De acordo com ele, a prioridade será a Mata Sul pela identificação com dessa região com a sigla, especialmente pelo alto número de evangélicos em cidades como Barreiros, Rio Formoso e Ribeirão. Há conversas em Petrolina, ainda, com Lucas Ramos e Odacy Amorim.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *