Últimas
marcos

Deputado estadual se envolve em confusão com policial durante bloco em Maceió

Marcos Barbosa e José Adilson Ferreira de Souza foram ao Complexo de Delegacias nesse sábado à noite

 

O deputado estadual Marcos Barbosa (PPS) se envolveu em uma confusão, nesse sábado (13) à noite, com um agente da Polícia Civil. O parlamentar afirma que foi ameaçado pelo policial com uma arma de fogo após ser abordado durante a passagem de um bloco carnavalesco no bairro do Prado.

À polícia, Barbosa afirmou estava na casa de um amigo e que discutiu com José Adilson Ferreira de Souza por questões políticas. Segundo ele, o agente da Civil questionou a presença do deputado no local, porque a área supostamente era “reduto” eleitoral dele (policial) e do vereador e presidente da Câmara de Maceió Kelmann Vieira (PMDB).

O deputado diz que, durante a discussão, José Adilson sacou uma pistola e que fez ameaças. No depoimento, o qual a Gazetaweb teve acesso na íntegra, Barbosa afirma que se “sentiu intimidado e que o policial poderia atirar, se quisesse”. No entanto, o parlamentar ressalta que não houve nenhum tipo de agressão física durante a confusão.

O policial civil foi até o Complexo de Delegacias Especializadas (Code), no bairro de Mangabeiras, e prestou depoimento. José Adilson contou uma versão diferente da apresentada por Marcos Barbosa. Segundo o policial, ele e o filho foram cumprimentar o deputado, que supostamente iniciou uma discussão verbal.

Durante a confusão, amigos e seguranças do deputado teriam o cercado, o que fez com que ele puxasse a arma, já que “se sentiu ameaçado e acuado”. José Adilson confirma que o motivo da discussão foi o fato dele apoiar o vereador Kelmann Vieira e relata que chegou a ser empurrado pelo deputado. De acordo com ele, a mulher e a filha ficaram feridas na confusão.

A Gazetaweb entrou em contato com a assessoria de comunicação do vereador Kelmann Vieira e aguarda um posicionamento sobre o fato.

 

Por Eduardo Almeida

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *