Últimas

Diário de viagem: Um custo surreal

Hassan Abdullah Al-Thawadi, o homem forte da Copa no Qatar, fala um espanhol fluente. E é no idioma que todo brasileiro acha que sabe falar que ele explica para mim e para o companheiro Thiago Dias, do Globo Esporte, a dúvida que não queria calar desde o início da manhã desta segunda-feira: serão mesmo 30 bilhões de dólares para construção das instalações esportivas do Mundial?, perguntamos.

– Sí, son 30 bi. 30 mil millones – confirma o catari, para não deixar dúvidas, após o jantar de abertura da Congresso Internacional de Jornalismo Esportivo, em Doha.

Ele explica ainda que no valor estão incluídas algumas obras de infra-estrutura nas regiões onde serão erguidos os estádios. Vias de acesso e até hotéis, diz Hassan Abdullah Al-Thawadi. Uma tentativa de nos fazer aceitar número tão surreal.

Nos pergunta ainda os valores das obras de alguns estádios brasileiros, como o Maracanã. E termina prometendo se esforçar para tentar economizar alguma coisa e não estourar o orçamento.

Pensei comigo: daria para encher alguns “mil millones” de cofrinhos como aqueles que depositávamos moedinhas na infância.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *