Últimas

Empregos temporários para a Páscoa podem chegar a mil em Pernambuco

Vendas de ovos de Páscoa devem impulsionar contratações temporárias. Foto: Honório Moreira/OIMP
Vendas de ovos de Páscoa devem impulsionar contratações temporárias. Foto: Honório Moreira/OIMP

Faltando pouco mais de 30 dias para o início da Semana Santa, fabricantes brasileiras de chocolate estão recrutando mão de obra temporária para o período. A estimativa da Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (Abicab) é que sejam geradas cerca de 29 mil vagas temporárias em todo Brasil para atender à demanda na alta de produção e vendas de ovos de chocolate.

A Abicab prevê que cerca de mil vagas devem ser destinadas ao estado de Pernambuco, com cargos para produção, promoção e vendas de produtos. É a chance, diante da economia estagnada e do fantasma do desemprego, de tentar realizar um bom serviço e, por tabela, garantir uma possível vaga efetiva após as comemorações.

A Mondelez, detentora da Lacta, por exemplo, informou que oferecerá aproximadamente 10 mil vagas, sendo 310 em terras pernambucanas. Para concorrer às vagas das unidades de Pernambuco, é preciso enviar o currículo para juliana@infinitopromo.com.br e camila.pinto@infinitopromo.com.br.

Já a Nestlé anunciou que abrirá 6 mil postos temporários, dos quais 180 serão para a cidade do Recife. Para disputar uma chance na Nestlé, os interessados devem enviar e-mail para katharina.silva@momentumww.com.

A Cacau Show informou que as vagas, cerca de 6 mil, estão distribuídas entre as mais de 2 mil lojas em todo o Brasil. Segundo a companhia, as chances são para as áreas de vendas e os colaboradores mais dedicados e que se destacarem poderão se tornar parte do quadro efetivo das lojas.

Outra concorrente de peso, a capixaba Garoto, também deverá contratar temporariamente 6 mil empregados. No entanto, as duas empresas não souberam informar com precisão quantas vagas serão abertas em Pernambuco. Os salários são a partir de R$ 1,2 mil. Tanto a Cacau Show quanto a Garoto devem informar sobre as chances pelas redes sociais das empresas.

O Grupo CRM, detentor das marcas Kopenhagen (351 lojas no país) e Chocolates Brasil Cacau (533 lojas), espera faturar em 2016 R$ 1,350 bilhão, considerando a soma das vendas da fábrica e das lojas. A companhia contratará 650 colaboradores temporários e, segundo a assessoria de comunicação, as vagas são destinadas para o parque fabril, localizado em Extrema, sul de Minas Gerais, e lojas próprias das marcas. O processo seletivo será realizado por cinco agências de emprego: WCA Brasil (www.wcabrasil.com.br), Expert (www.expert.com.br), Fênix (www.fenixrh.com), Global (www.globalempregos.com.br) e Luandre (www.luandre.com.br/).

Pré-requisitos
Geralmente, os pré-requisitos necessários para tentar uma vaga temporária são idade mínima de 18 anos, perfil comunicativo e com disponibilidade de horário. Pessoas com segundo grau completo e experiência de atendimento ao consumidor também levam vantagem. De forma geral, de acordo com a Abicab, o número de vagas é o maior quando comparado com 2015 e com os anos anteriores. Em 2015 foram 26,5 mil contratações. Já em 2014 e 2013 foram ainda mais modestos, com 24 mil e 20 mil contratações, respectivamente.

No atual cenário da economia brasileira, a Associação de Lojistas de Shopping de Pernambuco (Aloshop), a Câmara dos Dirigentes Lojistas do Recife (CDL) e a Associação Pernambucana de Supermercados (Apes) já adiantaram que não deverá haver um número expressivo de contratações nos locais que elas representam.

Segundo Ricardo Galdino, presidente da Aloshop, o mesmo aconteceu nos últimos três anos. “A Páscoa não é uma data de destaque comercial para o comércio pernambucano. Quem lucra mais são as indústrias e lojas que trabalham diretamente com chocolates.” Ele ressalta, contudo, que cerca de 30% dos empregados temporários costumam ser efetivados. “É uma boa chance para entrar ou retornar ao mercado de trabalho”, finaliza Ricardo Galindo.

Colaborou Thatiana Pimentel

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *