Felipe e Calleri trocam provocações e corintiano acusa argentino: "maldoso"

Capitão do Corinthians na vitória por 2 a 0 sobre o São Paulo, Felipe deixou o gramado incomodado com a postura do argentino Calleri, atacante do time tricolor. Em entrevista ainda na beira do gramado, o zagueiro alvinegro reclamou do estilo do rival e aproveitou para dar uma alfinetada. Antes disso, no intervalo, já havia chamado o adversário de “maldoso” em outra declaração à Jovem Pan. 

“O Calleri gosta de provocar bastante, é atacante argentino. Mas ele se deu muito mal porque não caí na provocação. Ele fica o tempo todo soltando o braço, falando, tentando tirar a concentração. Mas quem perdeu [a concentração] foi ele”, disse Felipe à Rádio Globo.

Foram, ao longo de 90 minutos, diversos momentos de disputa dura entre os dois jogadores. Na etapa inicial, Calleri chegou a pisar sobre Felipe de maneira ríspida. Depois, o argentino seguiu um ritual de tentar desequilibrar o corintiano. Em um momento, o ex-jogador do Boca Juniors deu a volta sobre o marcador para ver seu nome na camisa, em uma clara provocação. 

Da beira do gramado, Tite chegou a gritar para Felipe, que parecia prestes a perder o equilíbrio. A advertência surtiu efeito, e a disputa com Calleri esfriou nos últimos lances do jogo. 

Embora tenha feito uma boa partida, Calleri de fato não conseguiu fazer muito no clássico e passou em branco, assim como todo o São Paulo. A melhor oportunidade de gol dos tricolores foi justamente do argentino, sensação do início de temporada. Mas, em recuo errado de Yago, ele foi bloqueado por Cássio, com defesa providencial. 

Para Felipe, a postura do time adversário teve a ver com o resultado do último clássico, quando o Corinthians fez 6 a 1 com o time reserva. “Eu do outro lado também estaria (com mais vontade de ganhar). Creio que ficaram muito ansiosos querendo provocar, bater, mas nosso time é bem maduro e soube aproveitar as oportunidades”, disse. 

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *