Gaviões fura revista da PM e volta a exibir faixas contra Globo, CBF e FPF

A revista realizada pela Polícia Militar antes de Corinthians x São Paulo foi driblada pela Gaviões da Fiel neste domingo, em Itaquera. No segundo tempo do clássico, a organizada voltou a exibir faixas em tom de protesto, como já havia feito na última quinta-feira, contra o Capivariano.

O árbitro Luiz Flávio de Oliveira chegou a paralisar o jogo no segundo tempo e pediu que o zagueiro corintiano Felipe, capitão no clássico, fosse até as organizadas para que as faixas fossem recolhidas.

Ao todo, foram quatro protestos abertos no setor norte da Arena: “Quem vai punir o ladrão de merenda”, “CBF e Federação Paulista, vergonha do futebol”, “ingresso mais barato” e “futebol refém da Rede Globo” diziam as faixas. A primeira delas fazia menção ao promotor Fernando Capez.

Desde a final da Copa São Paulo, a Gaviões da Fiel está impedida de exibir bandeiras e faixas que façam menção ao nome da torcida. Trata-se de uma punição pelo uso de sinalizadores no jogo contra o Flamengo, em 25 de janeiro.

Antes da partida deste domingo, a PM informou que havia revistado todas as faixas da Gaviões da Fiel e que não havia nenhum objeto com caráter de protesto entre o material dos torcedores.

Essa não foi, porém, a única falha da Polícia Militar. Diversos torcedores entraram na Arena com faixas em alusão à goleada de 6 a 1, contrariando uma orientação da PM para evitar confusões. As faixas foram, inclusive, mostradas no telão do estádio corintiano. Além disso, camisetas com alusão ao jogo de 2015 também foram utilizadas pelos torcedores.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *