Últimas

Globo reproduz cais do século 18 para contar história da filha de Tiradentes

Foto: Globo/João Cotta

Foto: Globo/João Cotta

A Globo fez uma maquiagem detalhista no Forte de São João, na zona sul do Rio, para abrigar uma série de gravações de “Liberdade, Liberdade”, próxima novela das 23h da emissora.

Segundo informações da colunista Cristina Padiglione, do jornal O Estado de S. Paulo, em um prazo de três dias, o local foi transformado no cais do porto do século 18, cenário onde Tiradentes (Thiago Lacerda) recebe o livro da independência norte-americana e onde Raposo (Dalton Vigh) parte para Portugal com Joaquina (Mel Maia, que voltará de lá, anos depois, como Andreia Horta), a filha de Tiradentes, foco do enredo.

A operação consumiu três caminhões de toda espécie de itens, e outro, só com peças garimpadas em Minas Gerais. Gravuras da época inspiraram a confecção de fardos de tecido amarrado com corda, cordas de navio e falsas velas de barco, além de tendas feitas de pau do mato e folha de bananeira.

De acordo com a publicação, a entrada do local, cerca de 40 metros, foi toda coberta de areia. Para as cenas da taberna, também gravadas no Forte, três balcões vieram do Projac e outros dois, de Minas.

Dois dias de gravação envolveram mais de 200 figurantes, com Lacerda, Dalton Vigh, Andreia, Lilia Cabral, Caio Blat e Sheron Menezes, sob a direção de Vinicius Coimbra. A equipe de figurino levou 350 peças para o set e a de maquiagem, três cases e duas malas grandes carregadas de próteses de cicatrizes e machucados, mais material para produzir efeito de suor. Foram usadas cerca de dez latas de xampu a seco para dar o aspecto da época aos cabelos e dez bastões corretivos para “sujar” figurantes e atores.

De Mário Teixeira, com argumento de Márcia Prates, “Liberdade, Liberdade” tem estreia prevista para abril na Globo.


Fonte: Bastidores da TV

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *