Últimas

Google está desenvolvendo inteligência artificial para tentar superar humanos

O Google lançou um desafio ao melhor jogador de um dos jogos mais difíceis do mundo, o Go, para mostrar que está desenvolvendo uma das inteligências artificiais mais avançadas já existente, podendo comparar suas habilidades com as dos seres humanos.

Segundo o CEO do Google DeepMind, Demis Hassabis, o programa de computador AlphaGo irá disputar uma partida com o campeão sul-coreano de Go, Lee Se-dol, em março. O jogo de estratégia tem como objetivo a conquista de território do adversário, mas por ter infinitas possibilidades de movimentos, dificulta que um computador preveja como ganhar a partida. No ano passado, o AlphaGo venceu o campeão europeu Fan Hui.

O Google quer provar que, combinando elementos como redes neurais, árvores de busca e planejamento a longo prazo, a inteligência artificial de seus projetos está se tornando cada vez mais sofisticada.

“Ele bateu todos os desafios que oferecemos”, afirmou Hassabis. “Nós não sabemos sua verdadeira força até jogar contra alguém como Lee Se-Dol”.

As partidas serão realizadas no hotel Four Seasons, em Seul, na Coreia do Sul, nos dias 9, 10, 12, 13 e 15 de março, e serão transmitidas pela DeepMind em seu canal no YouTube. Espera-se que cada partida dure entre quatro e cinco horas. Há um prêmio de US$ 1 milhão para o vencedor e, caso o AlphaGo ganhe, o Google pretende doar para instituições de caridade.

Para o CEO da empresa, a longo prazo, o algoritmo ajudará desde o desenvolvimento de assistentes de dispositivos móveis mais eficientes até auxiliar cientistas a resolverem os problemas mais difíceis da sociedade, como a cura de doenças e soluções para as mudanças climáticas.

No entanto, muitos questionam o potencial do AI, considerando-o perigoso. Hassabis já assinou uma carta aberta comprometendo-se de que a tecnologia seria usada somente para o bem, além de criar um embargo sobre usá-la para fins militares.

O Google comprou a empresa britânica DeepMind em 2014 por supostos US$ 625 milhões e conta com uma equipe que já ultrapassa 200 pessoas de mais de 40 países. Hassabis confirmou que em breve a companhia anunciará um teste no campo da saúde.

Via The Next Web

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *