Últimas

Interpol entra no caso para localizar filho de pernambucana

A Polícia Federal em Pernambuco pediu à Polícia Internacional (Interpol) para checar se o garoto de oito anos filho de uma pernambucana, desaparecido desde o fim do ano passado, após ter sido levado pelo pai, está na Argentina. O pai do menino é argentino e a Polícia Federal do país já foi notificada sobre o caso, assim como as regiões de fronteira do Brasil sob fiscalização da Polícia Federal brasileira.

A fisioterapeuta Cláudia Boudoux, 39 anos, utilizou as redes sociais para pedir ajuda na localização do filho, procurado por ela desde dezembro do ano passado. A criança estaria com o pai, o argentino Carlos Attías, desde o último Natal e deveria ter sido devolvido no dia 31.

O casal está separado há cinco anos, mas mantinha a guarda compartilhada de três filhos, duas meninas, com 13 e 10 anos, e um menino, com 8. No último dia 10, Cláudia procurou a Polícia Federal e o Grupo de Operações Especiais (GOE), além do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), as duas últimas da Polícia Civil, para auxiliarem nas buscas. Cláudia contou que os desentendimentos entre o casal começaram porque Carlos teria deixado de pagar a pensão dos filhos, no valor de R$ 1,8 mil mensais para as três crianças, há dez meses.

Cláudia disse ter procurado o filho em vários lugares onde Carlos poderia estar, como a residência e uma fábrica de alimentos onde trabalha, mas sem sucesso. “Tive notícias de que Carlos vendeu a fábrica e desocupou o apartamento. Tudo leva a crer que ele está levando Carlinhos para a Argentina”. A fisioterapeuta pede que qualquer informação sobre o filho seja passada pelos números 81999502000 (TIM), 981738663 ( Vivo) e 989500070 (Claro). Ela também autorizou a publicação da imagem da criança na imprensa para ajudar nas buscas.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *