iPhone 7 à prova d'água é reforçado por novidade de sócia da Apple

Da Redação do site Tudocelular.com.br

O próximo smartphone de elite feito pela Apple pode ganhar a tão desejada certificação IP, permitindo que os mesmos enfrentem situações aquáticas sem sofrer danos permanentes ou perder a garantia oferecida pela gigante de Cupertino. O que levanta tal possibilidade é a nova tecnologia criada pela Japan Display, uma das principais fornecedoras de telas para a companhia liderada por Tim Cook, ganhando o nome de LCD Pixel Eyes. Este novo painel de pixels permite novidades interessantes ao dispositivo portátil, mas talvez a mudança que mais intrigante para quem acompanha as notícias da Maçã seja a capacidade de interação até mesmo quando os dedos do usuário estiverem úmidos. Estaria a empresa estadunidense preparando um celular completamente à prova d’água para este ano de 2016?

Antes de lançar um gadget resistente à submersão em meio líquido, fabricantes de aparelhos móveis precisam ter a certeza de estarem com seus padrões em dias, isto é, selar a estrutura para evitar a vazão de água, oferecer uma forma de tampar as saídas dos conectores na carcaça e, é claro, proteger o display com camadas que não permitem que a pressão aquática dê problemas ao eletrônico. Apple resolveria esta última etapa usando a tecnologia LCD Pixel Eyes da Japan Display, portanto esperar por um iPhone 7 capaz de resistir à água não é mais apenas um ‘tiro no escuro’, levando em conta a importância da fornecedora aos planos atuais da Maçã. Ainda assim, a habilidade de interação até quando os dedos do utilizador estiverem molhados não é a única novidade do produto.

Com a LCD Pixel Eyes, Japan Display também conseguiu aumentar os níveis de preto que são exibidos pelos pixels do painel, adicionando novos materiais e sensores para melhorar a precisão sensitiva do mesmo. Além disso, o registro da ponta de stylus, acessórios que imitam canetas, foi reduzido para apenas 1 milímetro, então tais periféricos agora podem ser ainda menores, oferecendo exatidão ao escrever uma nota ou fazer um rascunho em qualquer app que seja compatível com os apetrechos. Seria interessante, da mesma forma, caso a Apple adotasse o projeto de sua parceira industrial, mas não tornasse o iPhone 7 à prova d’água, aumentando expectativas para a versão 7s ao invés da que está por vir, ainda neste ano de 2016.

Embora ainda restem meses até que a Apple realize um evento especial para a apresentação formal do iPhone 7 e iPhone 7 Plus, seguindo sua programação padrão dos anos anteriores, já existem informações que a relacionam aos seus próximos flagships. Acredita-se, então, que o futuro da geração de celulares com iOS reserve o fim do conector P2, de 3,5 milímetros, atualmente usado pelos fones de ouvido da Maçã, sendo substituído por um modelo wireless ou lightning, câmera principal sem a parte protuberante, ganhando lentes duplas, recebendo suporte para carregamento por indução, bateria com maior quantidade de miliamperes e uma nova versão disponível para a compra, com 256 GB de memória para o armazenamento interno. Seria sensato, em contrapartida, aguardar até o segundo semestre do calendário, quando ela deve finalmente falar mais sobre suas novidades.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *