Últimas

Joana Prado revela que não gostava de ser a Feiticeira: "chorava"


Atualmente a empresária, casada com o lutador Vitor Belfort, é evangélica e se dedicando ao cuidado dos três filhos


Redação iBahia
(variedades@portalibahia.com.br)

A modelo Joana Prado participou do programa do ‘Gugu’ na noite de quarta-feira (10) e fez um desabafo sobre seu sucesso como Feiticeira na TV nos anos 1990. Na entrevista, a loura, casada com o lutador Vitor Belfort e mãe de três filhos, disse que não gostava de ser chamada como tal e revelou que sempre chorava ao deixar o palco da atração. O personagem fazia parte do programa de Luciano Huck na TV Bandeirantes.

“Nos primeiros programas, quando o Luciano me chamava, eu entrava perdida. Eu era uma menina também. Quando voltava, ia pro camarim e chorava de soluçar! Eu ouvia o que eu queria e o que não queria. Aprendi a administrar, mas me fazia mal. Sou filha de um engenheiro formado na USP e de uma economista. Fui criada numa família de classe média de um tradicional bairro de São Paulo. Fiz faculdade de administração com ênfase em comércio exterior pois meu sonho sempre foi morar fora do Brasil. Modelava na época e, de repente, me vi interpretando uma personagem que não fazia parte dos meus sonhos. Tem mulher que sonha em ser símbolo sexual, em ser famosa, mas eu nunca quis isso”, desabafou a moça.

Foto: Divulgação/Agnews

O sucesso da moça foi tanto que chegou a investir em um curso de teatro para arrasar no palco da atração. “Luciano falava: “Você não pode usar um micro biquíni e entrar cheia de pudor. Você tem que incorporar e interpretar a personagem”. Foi aí que decidi trancar minha faculdade e fazer um curso de teatro. Mesmo não gostando da época de Feiticeira, tenho um carinho muito especial por aquela fase. Quando me via de feiticeira, pensava: não sou eu. Era um personagem totalmente diferente de mim”, disse.

Anos se passaram e Joana deixou o posto de Feiticeira, quando fez uma participação no reality show ‘Casa dos Artistas’, no SBT. Após o programa, a empresária foi repórter da Rede Record, no programa Note & Anote. Ainda na entrevista, Joana contou que de todo o sucesso ela sente bastante falta dessa época na emissora. “Sinto falta de poder ajudar, de fazer um trabalho de prestação de serviço. Pode entrar na casa e transformar a vida das pessoas. Foi uma experiência que eu aprendi demais!”, contou.

Atualmente a moça é evangélica e se dedicando ao cuidado dos três filhos. Na época da fama, Joana chegou a encartar capa de revistas sensuais e se rendeu aos convites para posar nua. Na conversa com o apresentador Gugu, ela revelou o próprio pai a incentivou a aceitar o convite para o ensaio.

“Meu pai quase teve um infarto e minha mãe quase me bateu. Mas meu pai, que sempre foi meu conselheiro, me disse: “Jamais vou ver isso, mas se você não aceitar, você é burra. A personagem que você interpreta, pede um ensaio. Seja esperta, negocie bem e ganhe muito dinheiro. Ganhei muito dinheiro e foi quando comecei a investir em móveis, no banco. Foi quando meu lado economista começou a aflorar. Foi quando comecei a juntar meu patrimônio. Arrependimento é você não repetir o mesmo erro. Fez parte da minha história. Foi um momento em que eu era solteira, não tinha um relacionamento com Jesus, não tinha meus filhos. Não me arrependo, mas não faria de novo”, finalizou.

<!–

window._taboola = window._taboola || [];
_taboola.push({
mode: ‘organic-thumbnails-a’,
container: ‘taboola-below-article-thumbnails-2nd’,
placement: ‘Below Article Thumbnails 2nd’,
target_type: ‘mix’
});
–>
Tags:Desabafo, Personagem, Programa, Gugu, Entrevista, Joana Prado, Revelação, Não gostava, Feiticeira, Chorava, Mal

Fonte: iBahia.com.br
Matéria publicada pelo site iBahia. Todos os créditos e direitos para o referido portal.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *