Últimas

Líder de indicações, Kendrick Lamar leva Grammy de melhor álbum rap

Kendrick Lamar, líder de indicações ao Grammy 2016 com 11 nomeações, levou o prêmio de melhor álbum de rap por seu To Pimp a Butterfly. O rapper recebeu o gramofone dourado das mãos de Ice Cube e do filho, O’Shea Jackson Jr., deixando para trás J. Cole, Dr. Dre, Drake e Nicki Minaj.

O cantor, nascido no subúrbio de Compton, em Los Angeles, berço do gangsta rap, é o segundo artista com mais indicações em um ano desde Michael Jackson, em 1982, com seu álbum, “Thriller”.

Ele já venceu também o prêmio de melhor performance rap e melhor canção, ambas por “Alright”; e melhor colaboração rap por “These Walls”, com Bilal, Anna Wise & Thundercat.

Kendrick ainda tem chance de fazer história se levar o prêmio de melhor disco ou música do ano. Até hoje, nenhuma canção rap ganhou na categoria de música do ano. E em toda a história da premiação, somente dois discos considerados hip-hop pela Academia levaram o álbum do ano: “The Miseducation of Lauryn Hill“, de Lauryn Hill, em 1999; e “Speakerboxxx/The Love Below“, do Outkast, em 2004. E, ainda assim, ambos álbuns apontam muito mais para o R&B contemporâneo.

O disco de Kendrick, “To Pimp a Butterfly“, foi um sucesso tanto de público quanto de crítica, com 5 milhões de álbuns vendidos só nos Estados Unidos. E em meio a uma tensão racial que domina o Oscar pela ausência de negros entre os indicados, o jovem Kendrick, uma das personalidades mais relevantes da música em sua denúncia ao racismo da sociedade norte-americana, pode simbolizar um sopro positivo para o debate na indústria do entretenimento.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *