Links abrirão muito mais rápido no app do Facebook a partir de abril

A partir do dia 12 de abril, as chances de você abrir quase todos os artigos que você encontrar no Facebook muito mais rápido aumentarão. A rede social irá liberar o recurso Instant Articles para todos os sites, e não apenas para um grupo de selecionados. A data coincide com o F8, a conferência da empresa com desenvolvedores.

Caso você não tenha notado, nos últimos tempos, alguns artigos começaram a carregar muito mais rapidamente no celular quando abertos pelo aplicativo do Facebook. Isso é o Instant Articles. Vários veículos internacionais e alguns brasileiros já estão na lista dos parceiros da rede social, e outros irão se juntando aos poucos (o próprio Olhar Digital estará lá em breve) até abril, quando a porteira se abre para todos, e não apenas para convidados.

A abertura é provavelmente uma forma de incentivar (ou pressionar) todos os sites a abraçarem a plataforma, para que não fiquem em desvantagem em relação aos competidores.

Como funciona? O formato coloca os artigos dentro do próprio Facebook. Quando os links participantes do Instant Artciles são abertos pelo app, eles são exibidos praticamente imediatamente, sem o período de carregamento convencional que todos enfrentam, principalmente quando o 3G está ruim. Isso é feito removendo partes do código do site e pré-carregando as publicações conforme elas aparecem no seu feed de notícias, agilizando o processo.

O que as empresas tem a ganhar com isso, se isso faz com que as pessoas não entrem em seus sites? O Instant Articles traz a possibilidade de venda de banners; se os sites venderem seu próprio espaço, eles ficam com 100% da receita. Se, em compensação, optarem por deixar o Facebook vender o espaço, a rede social tomará uma fatia de 30% da venda.

A resposta do público ao Instant Articles tem sido positiva, e, segundo Josh Roberts, gerente de produto no Facebook, os usuários tendem a clicar mais neste tipo de publicação. Isso faz com que elas apareçam com maior prioridade no feed das pessoas e também gere mais acessos para as publicações.

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *