London Fashion Week começa com protesto do Peta

SÃO PAULO, 19 FEV (ANSA) – Depois de Nova York, é a vez de Londres mostrar as principais tendências da moda europeia e mundial. Nesta sexta-feira, dia 19, foi o primeiro dia oficial da London Fashion Week, que vai até o dia 23 deste mês. E esta edição do evento já teve um início marcante e não pelos seus desfiles, como se pode imaginar, mas sim por um protesto.   

No começo da manhã desta sexta, três ativistas do grupo People for the Ethical Treatment of Pets (Peta), ONG dedicada à defesa dos direitos dos animais, fizeram um protesto contra o uso de pele em roupas e outros acessórios na Brewer Street, um dos principais pontos de encontro da Semana de Moda da cidade.   

Para isso, as três garotas ficaram semi-nuas, vestindo apenas calcinha, sapatos, fitas isolantes para tampar os mamilos e máscaras de gás. Além disso, cada uma delas carregava um placa dizendo que “pele e tóxica”.   

Segundo representantes da organização, a reclamação principal do protesto é que o uso de peles de animais em qualquer tipo de vestimenta é resultado de uma grande exploração dos bichos e também de uma contaminação do meio ambiente já que, ainda de acordo com o grupo, os tratamentos feitos com pele liberam muitos produtos químicos que não são controlados de forma correta e sustentável pelas companhias e fábricas.   

Os ativistas do Peta também afirmaram que um estudo recentemente divulgado pelo Bremer Umwelt Institute na Alemanha descobriu níveis altos de substâncias cancerígenas nos forros de pele de alguns casacos e jaquetas de linhas infantis. (ANSA)

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.
Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *