Últimas

Mãe diz que médicos esperavam que gêmeos morressem após mal procedimento

Pânico: Bandidos invadem churrascaria Dom Pedro e realizam arrastão
(Foto: Reprodução / TV Sergipe)

Luciana Melo, dona de casa, diz não ter recebido atendimento adequado.

A dona de casa foi internada no dia 08 na maternidade Nossa Senhora de Lourdes, localizada em Aracaju (SE).  Durante o exame de toque, a doutora teria estourado a bolsa. “No exame de toque ela acabou estourando a bolsa. Eu disse: a senhora estourou a bolsa, e agora? Ela disse para pedir a Deus que eles estivessem vivos. As dores tinham passado e eu disse que estava sem dor. Ela disse que eu tinha que fazer força porque não podia dar nenhum medicamento para ajudar. Eu fiz força, a menina nasceu, logo depois eu fiz força novamente e o menino nasceu com a bolsa. Só que eles nasceram vivos. A menina nasceu viva e eles levaram. O menino nasceu com a bolsa e eles estouraram a bolsa já do lado de fora e estava vivo”, detalha.

De acordo com Luciana, os médicos não encaminharam os bebês para a UTI, já que a menina pesava 230g e o menino 340g. “Ele disse que tinha que está pesando 500g para mandar para a UTI. Disseram que iam botar numa caixinha aquecida e esperar a vontade de Deus para que eles viessem a morrer. Eu falei para salvar pelo menos o menino que é maiorzinho e poderia resistir, mas disse que é inviável e que a UTI não ia receber”, relata a mãe abalada após ter perdido os gêmeos.

Fonte: JornaldeSergipe.com.br
Matéria publicada no site Jornal de Sergipe

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *