Manny Pacquiao se desculpa por dizer que os gays são "pior que os animais"

  • AFP PHOTO / NOEL CELIS

Manila, 17 fev (EFE).- O boxeador filipino Manny Pacquiao se desculpou por dizer em entrevista na segunda-feira que os homossexuais são “pior que os animais”, uma afirmação que provocou uma avalanche de críticas nas redes sociais.

“Peço perdão por ter prejudicado gente comparando os homossexuais com animais”, disse Manny Pacquiao em sua conta da rede social Facebook.

“Ainda sou contra o casamento entre gente do mesmo sexo pelo o que diz a Bíblia, mas não estou condenando os LGBTs (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais)”, acrescentou o pugilista, que se apresentou como candidato ao Senado das Filipinas nas eleições gerais do país de 9 de maio.

“Quero todos com o amor do Senhor. Deus lhes abençoe e reze por vós”, concluiu Pacquiao.

Na segunda-feira passada, Pacquiao disparou contra os homossexuais em entrevista concedida a um meio local no qual afirmou que os gays são “pior que os animais”.

“Você vê animais mantendo relações homossexuais? Os animais são melhores, sabem distinguir entre masculino e feminino”, disse Pacquiao em resposta a uma pergunta sobre sua opinião do casamento entre homossexuais.

“Se aprovamos (o sexo de) homens com homens e mulheres com mulheres, isso significa que nós homens somos piores que um animal”, ressaltou.

As declarações de Pacquiao provocaram indignação nas redes sociais, onde várias personalidades filipinas e internacionais criticaram a postura do boxeador.

“Acabou de mostrar a todo o país porquê não deveríamos votar em você (..) Acredito que seja um ignorante e um hipócrita com preconceitos”, afirmou ontem em sua conta de Instagram Aiza Seguerra, um conhecido cantor e ator filipino transexual.

O popular blogueiro americano Perez Hilton também se pronunciou em referência a Pacquiao. “Não há absolutamente nenhum motivo para denegrir as pessoas gays e nem compará-las com animais”.

O pugilista filipino, que ganhou a admiração de seus compatriotas por se transformar em um dos melhores pugilistas da história desde um berço humilde, compagina na atualidade o final de sua carreira esportiva com o cargo de congressista pela província de Sarangani, no sul do país.

Pacquiao ganhou em sua carreira a coroa mundial em oito categorias distintas e tem uma marca de 57 vitórias (38 por nocaute), 6 derrotas e 2 empates.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *