Últimas

Nvidia GT 710 – Nova Placa de Vídeo de Baixo Custo

     

Nova placa de vídeo custará entre 30 e 40 dólares e é voltada para usuários domésticos que buscam bons gráficos para tarefas simples.

 A Nvidia anunciou o lançamento de sua nova placa de vídeo de baixo custo, a GT 710, que possui arquitetura baseada na linha Kepler. O preço de lançamento do periférico varia entre 30 e 40 dólares.

 Segundo notas oficiais, o objetivo da empresa é ganhar o mercado de gráficos integrados com um modelo voltado diretamente aos usuários domésticos, que buscam bons gráficos para realizar tarefas simples, como por exemplo, assistir um filme em alta resolução ou até mesmo executar jogos que exijam pouco desempenho gráfico com fluidez.

As primeiras imagens divulgadas pela Nvidia sobre o seu novo chip gráfico demonstra a simplicidade do modelo. Tanto é que o modelo da linha GT 710 da ASUS possui sistema de refrigeração passiva, ou seja, apenas um dissipador de calor sem o uso de FANs. Já o modelo apresentado pela EVGA possui um sistema de refrigeração igualmente simples, porém, com um pequeno cooler.

A Nividia garante, que apesar da GPU não ser voltada ao público gamer entusiasta, a GT 710 garante desempenho 80% superior aos atuais chips gráficos integrados do mercado e é sim uma ótima opção para quem procura custo-benefício.

Vale lembrar que a placa de vídeo terá suporte ao conjunto de API Microsoft DirectX 12, que promete extrair ao máximo todo o potencial do chip gráfico. Dessa forma, deverá existir uma alta de quadros por segundo e quedas de frames reduzidas.

Em resumo, a GT 710 nativa da Nvidia terá clock de 954 MHz, suporte Direct X 12, tecnologia Kepler, 192 CUDA, suporte a três monitores e 3D Vision. Além disso, o cliente poderá optar entre o modelo de 1GB e 2GB de memória DDR3, que deve custar 30 e 40 dólares respectivamente.

Infelizmente ainda não se tem informações sobre a data de lançamento e preço em território nacional. Ainda assim, essa placa promete ser uma excelente alternativa para quem deseja deixar os gráficos integrados investindo pouco. 

Por Wendel George Peripato

Fonte: Notebook Online – www.notebookonline.org

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *