Últimas

Papa diz que, mesmo "agitada e abalada", Igreja "não cai"

Cidade do Vaticano, 22 fev (EFE).- O papa Francisco participou nesta segunda-feira da missa do Jubileu da Cúria Romana, do Governo e das Instituições ligadas à Santa Sé e ressaltou a força da Igreja Católica que, mesmo “agitada e abalada”, “não cai”

“A Igreja, não obstante agitada e abalada pelas vicissitudes da história, não cai, porque é fundamentada na pedra que é Cristo, e sobre este fundamento Pedro também foi edificado”, disse ele, recordando as palavras de Santo Agostinho e em referência ao discípulo de Jesus e considerado o primeiro papa.

O papa começou com uma meditação do padre Marko Rupnik na Sala Paulo XVI e depois se juntou aos fiéis na procissão rumo à porta santa da Basílica de São Pedro.

Francisco pediu que os mais de 5 mil participantes seguissem sempre o exemplo do “Bom Pastor” e saíssem em busca da ovelha perdida para que a misericórdia possa chegar a todos.

“Esta profissão de fé dá a cada um de nós a tarefa de corresponder ao chamado de Cristo. Aos pastores é pedido para que tenham como modelo o próprio Deus que cuida do seu rebanho”, ressaltou.

O pontífice convidou o público a ter “um comportamento que é sinal do amor que não conhece limite” e que é “dedicação fiel, constante e incondicional para que os mais fracos possam chegar à misericórdia”.

“Portanto, faz bem também a nós, chamados a ser pastores na Igreja, deixar que o rosto do Deus Bom Pastor nos ilumine, nos purifique, nos transforme e nos restitua plenamente renovados à nossa missão”, aconselhou a Cúria.

Francisco também abordou o ambiente de trabalho da Cúria ao pedir que nestes lugares se possa “sentir, cultivar e praticar um forte sentido pastoral”.

“Que ninguém se sinta transcurado ou maltratado, mas cada um possa experimentar, primeiramente, o cuidado atencioso do Bom Pastor”, afirmou.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *