Pernambuco recebeu recorde de turistas no carnaval: 1,7 milhão

O turista nacional gastou, em média, R$ 183 por dia, 2% a mais que o ano passado. Foto: Ricardo Fernandes/DP/Arquivo
O turista nacional gastou, em média, R$ 183 por dia, 2% a mais que o ano passado. Foto: Ricardo Fernandes/DP/Arquivo

O carnaval injetou R$ 1,2 bilhão na economia de Pernambuco entre a sexta-feira anterior à festa de Momo e o domingo pós-folia. O resultado vem do número recorde de turistas: 1,7 milhão, 12% mais que a quantidade registrada em 2015. Os dados foram divulgados ontem pelo governo do estado. A rede hoteleira quase lotou, o Aeroporto do Recife recebeu 113 voos extras. Quem veio estava disposto a gastar, principalmente o turista estrangeiro. Quem gastou menos foi o governo, que, por conta da queda da receita, desembolsou R$ 15,5 milhões, contra R$ 24 milhões no carnaval de 2015.

O secretário de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, Felipe Carreras, pontuou a importância do carnaval como incremento da economia. “Atingimos o objetivo de uma ação integrada entre secretarias de estado e prefeituras municipais no tratamento das contas para fazer a festa acontecer nas cidades. O carnaval gerou empregos, movimentou a renda e o objetivo é lapidar para ter ganhos ainda maiores no futuro. Tivemos um aumento de leitos na rede hoteleira e mesmo assim conseguimos uma ocupação maior que o ano passado. No estado, 96,5% dos leitos foram ocupados, contra 94,5% em 2015, com permanência de aproximadamente sete dias”, destacou.

Falando de bolso, o turista nacional gastou, em média, R$ 183 por dia, 2% a mais que o ano passado. No mesmo comparativo, o estrangeiro gastou R$ 195 todos os dias, uma média 22% acima. Os argentinos foram destaque no volume de emissores. Aumentaram em 246% a participação no número de estrangeiros que chegaram ao estado, atingindo 33% do total de visitantes de fora do país.

“A Argentina recebeu uma atenção especial nossa, principalmente com o voo direto inaugurado no ano passado pela TAM e com o segundo na agulha, que será operado pelo Gol e tem previsão de iniciar possivelmente em março”, acrescentou Carreras. De acordo com o secretário, em segundo lugar na lista de emissores estrangeiros ficaram os Estados Unidos, com 9,62% do total. No recorte nacional, os paulistas continuam sendo os principais visitantes, com 25,13%. Em seguida vêm os turistas do Rio de Janeiro (7,5%).

Transporte
Como principal forma de acesso ao estado, o Aeroporto Internacional do Recife superou a marca de 310 mil passageiros circulando pelo local, 9% a mais que em 2015. Ainda houve 113 voos extras (71,2% a mais do que em 2015) vindos do Ceará e de São Paulo. Quem chegou do Nordeste usou também o ônibus como meio de transporte. No TIP, cerca de 70 mil pessoas desembarcaram para curtir os dias de carnaval em Pernambuco. Elas vieram principalmente da Paraíba, do Ceará, de Alagoas, do Rio Grande do Norte e da Bahia.

De acordo com o secretário de Turismo do Recife, Camilo Simões, não só o carnaval da capital, principal concentrador de turistas, mostrou ser uma grande engrenagem da economia do estado. “Gravatá, por exemplo, recebeu 35 mil visitantes no carnaval. Isso é ganho da rede hoteleira, de restaurantes, bares. O carnaval do estado mostrou ser um alívio para a economia.”

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *