Últimas

PIB da zona do euro no 4º tri cresce em linha com expectativas

  • Kai Pfaffenbach/Reuters

BRUXELAS, 12 Fev (Reuters) – A economia da zona do euro cresceu no quarto trimestre no mesmo ritmo do terceiro trimestre porque a produção industrial caiu em dezembro, marcando uma desaceleração em relação ao primeiro semestre do ano e ampliando os argumentos por mais afrouxamento monetário.

A agência de estatísticas da União Europeia, Eurostat, informou que o PIB (Produto Interno Bruto) dos 19 países da zona do euro cresceu 0,3% no quarto trimestre em relação ao anterior, a mesma taxa do período de julho a setembro, como esperado por economistas consultados pela agência de notícias Reuters.

Na comparação anual, o PIB da zona do euro cresceu 1,5%, também como previsto por economistas.

Não foram disponibilizados dados detalhados na primeira estimativa da Eurostat, mas informações separadas mostraram que a produção industrial da zona do euro recuou 1% em dezembro em relação ao mês anterior, para uma queda de 1,3% na base anual.

Expectativas e previsões

Economistas esperavam que houvesse um aumento mensal de 0,3% da produção industrial, e crescimento de 0,8% na comparação anual.

Eles disseram que tais taxas de crescimento do PIB não serão suficientes para gerar pressão inflacionária suficiente para levar a alta dos preços à meta do Banco Central Europeu (BCE), de abaixo mas perto de 2% ao ano, ante avanço de 0,4% em janeiro.

“Continuamos a acreditar que mais afrouxamento monetário é necessário, com mais cortes de juros na mesa de março em diante”, disse o economista do ABN Amro Nick Kounis em nota publicada antes da divulgação dos dados.

(Reportagem por Jan Strupczewski)

Greve e protestos contra reformas causam confusão na Grécia

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *