Últimas

Polícia de Miami faz campanha para boicotar show de Beyoncé

Após surpreender os fãs ao ressaltar a cultura negra em sua nova música, “Formation”, e criticar a brutalidade policial contra os negros em sua apresentação no Superbowl, Beyoncé está sendo ameaçada de boicote pela polícia.

O efetivo de Miami, onde a cantora fará show em abril, já anunciou publicamente seus planos para boicotar o evento.

O presidente do sindicato da polícia de Miami (EUA), Javier Ortiz, citou justamente a apresentação de Beyoncé no maior evento esportivo norte-americano, no último dia 7, como justificativa.

Na ocasião, a cantora estava acompanhada de dançarinas que usavam boinas no mesmo estilo das usadas pelos Panteras Negras, organização política do movimento negro nos anos 1960.

Desde então, a cantora tem enfrentado uma parcela mais conservadora da sociedade americana, que enxergou em sua apresentação uma afronta a polícia americana. O ex-prefeito de Nova York, Rudolph W.Giuliani, foi um dos críticos: “O que deveríamos fazer pela comunidade de afro-americanos, e todas as comunidades, é dar respeito aos policiais”, afirmou.

Para Javier Ortiz, Beyoncé está dividindo os norte-americanos ” através da promoção das Panteras Negras e a sua mensagem contra a polícia mostra como ela não é compatível com a aplicação da lei”, afirmou, em comunicado.

E continuou: “Pedimos a todas as organizações trabalhistas dos profissionais da lei para se juntarem ao boicote a todos os seus concertos.”

Reação
A Associação de Sargentos de Nova York manifestou apoio ao boicote. “Os aplicadores da lei de todo o país precisam dizer que não somos bandidos e ela tem de parar de retratar-nos caras como ruins”, afirmou Ed Mullins à emissora de TV New York Pix 11.

Beyoncé é mais uma a disparar contra a brutalidade policial, principalmente contra os negros. O cineasta Quentin Tarantino participou de uma marcha contra a política em outubro passado e, assim como a cantora, também viu a polícia pedir boicote aos seus filmes.
 

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *