Pontal do Peba vai contar com IMA e Detran na fiscalização do tráfego de veículos

A Praia do Peba, em Piaçabuçu, é um dos principais cartões postais do Litoral Sul de Alagoas, por possuir mais de 200 km de mar calmo e piscinas naturais que recebem milhares de turistas principalmente nessa época. Mas a natureza é ameaçada por motoristas que trafegam pela areia da praia de forma irresponsável.

As ações de fiscalização de tráfego de veículos  principalmente em Unidades de Conservação e áreas de desova de tartarugas, realizadas pelo Instituto do Meio Ambiente (IMA), serão reforçadas através de uma parceria com o Departamento Estadual de Transito de Alagoas (Detran).

Nas próximas semanas, os técnicos dos dois órgãos deverão se reunir para a definição detalhada da parceria. “Uma coisa importante é que os veículos que tiverem com pendências no IMA, porque o proprietário foi pego em flagrante e não pagou a multa, não poderão renovar o licenciamento no Detran”, comentou Ermi Ferrari, gerente de Monitoramento e Fiscalização do Instituto.

A fiscalização já contava com o apoio do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA), a parceria com o Detran deverá contribuir com a melhoria da parte operacional, com a cessão de um guincho e do pátio para guardar os veículos apreendidos.

A equipe do IMA vai intensificar as ações nas praias, após o recebimento de diversas denúncias. “Todos os finais de semana estamos realizando fiscalizações e o veículo encontrado trafegando de modo irregular na faixa de areia pode ser apreendido e o proprietário autuado”, disse Ermi Ferrari.

As multas variam entre R$ 1.000 e R$ 10.000, conforme o veículo e as características do flagrante. O gerente explicou ainda que o primeiro passo para concretização das ações em parceria será a definição da parte operacional. A previsão é que os dois órgãos comecem a atuar de modo conjunto até o mês de março.

A praia do Peba pertence Área de Proteção Ambiental (APA) de Piaçabuçu que  é de responsabilidade do Instituto Chico Mendes (IMCbio).

 

POr Piacabucunews

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *