Últimas

Professores estaduais decidem hoje se aderem à paralisação

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe) decide em assembleia, nesta quarta-feira, se vai aderir ou não ao movimento nacional que articula uma paralisação de três dias no mês de março. O encontro acontece esta manhã, no Teatro da Boa Vista, no Recife. O reajuste salarial, motivo da paralisação nacional, também é a pauta da principal da reunião da categoria em Pernambuco, onde o reajuste de 11.36% definidos pela legislação federal ainda não foi repassado, segundo os profissionais. 

“Depois de quatro anos consecutivos  (2011, 12, 13, 14) da implementação da Lei Federal 11.738, que determina anualmente o piso salarial do professor, o estado, desde o ano passado, só praticou o reajuste do piso dos professores com formação em nível médio, o antigo magistério”, relatou o presidente do Sintepe, Fernando Melo, explicando que os da licenciatura plena não tiveram os salários reajustados. 

Entre os dias 15 e 17 de março a categoria se mobilizará nacionalmente para a uma paralisação nacional. O apoio do Sintepe será discutido também na assembleia, mas a diretoria já adiantou que pretende apoiar o movimento. 

“Precisamos referendar o chamamento feito pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e colocar isso em assembleia, para a categoria decidir se integra ou não a frente nacional”, contou. A possibillidade de uma greve estadual também será avaliada. 

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *