Últimas

Repórter da “Folha” tem credencial arrancada e é impedido de cobrir evento

Foto meramente ilustrativa.

Foto meramente ilustrativa.

Profissional da equipe de imagens da Folhapress, Robson Ventura não conseguiu trabalhar na cobertura da primeira noite de desfiles das escolas de samba do grupo especial de São Paulo, na sexta-feira, 5. De acordo com o portal “Comunique-se”, o repórter fotográfico só pode acompanhar a apresentação da Pérola Negra, responsável por abrir o Carnaval paulistano em 2016. De acordo com o jornal “Agora”, impresso mantido pelo Grupo Folha, o fotógrafo teve a credencial retirada e foi obrigado a deixar o sambódromo do Anhembi.

O caso foi relatado na edição deste domingo, 7, do Agora. De acordo com o jornal, Robson teve a credencial arrancada em ação conduzida por um segurança e mais cinco pessoas – que não tiveram as identidades reveladas. No texto, a equipe do Agora ressalta que o problema aconteceu logo após o funcionário do Grupo Folha “cruzar a passarela do sambódromo” para entregar o cartão de memória da câmera para colegas que estavam na sala de imprensa, o que teria sido permitido por um colaborador da Pérola Negra.

Ao veículo de comunicação, a Liga Independente das Escolas de Samba dos Grupos Especial e Acesso do Carnaval de São Paulo afirmou, por meio do assessor de imprensa Jairo Roizen, que o repórter fotográfico só foi impedido de acompanhar os desfiles depois de cruzar “diversas vezes a pista, descumprindo termo assinado por ele”, nas palavras registradas pelo próprio jornal. A regra foi imposta, conforme relatado pelo representante da Liga, depois de agremiações associarem a presença de jornalistas a notas baixas no quesito evolução.

Agressão
Robson Ventura, por sua vez, contou ter explicado a um segurança que deixou a pista do sambódromo para ir à sala de imprensa, mas que o homem tentou agarrá-lo pelo pescoço. O repórter fotográfico admitiu não ter ficado quieto em meio à situação. “Me defendi [sic] empurrando-o e corri”, contou, conforme publicado pelo Agora. Sobre a suposta conduta agressiva de um dos seguranças presentes no Anhembi, Roizen avaliou, novamente em palavras registradas pelo jornal, que “se houve agressão, foi errada”.

Carnaval e futebol
Sem poder registrar imagens das seis escolas de samba que passaram pelo sambódromo depois da Pérola Negra no primeiro dia do Carnaval paulistano deste ano, o repórter fotográfico da Folhapress foi encaminhado para cobrir pauta de outra editoria. Longe da folia na tarde de sábado, 6, ele esteve no Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu, onde acompanhou a vitória do São Paulo Futebol Clube sobre o Água Santa (Diadema). Válida pelo Campeonato Paulista, a partida acabou 4 a 0.


Fonte: Bastidores da TV

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *