Últimas
roberto-de-andrade-presidente-do-corinthians-1448014581238_615x300

Roberto de Andrade: "foi duro ver a cara de desânimo do Tite em desmanche"

  • Davi Ribeiro/Folhapress

Roberto de Andrade foi o convidado do programa Boa noite, Fox! desta segunda-feira (15). Na conversa, o presidente do Corinthians falou de como foi o relacionamento com o técnico Tite durante o desmanche ocorrido após o título brasileiro até o início da temporada 2016.

“É muito triste. Cada hora que entrava na sala do Tite e falar que jogador vai embora e ver a cara dele de desanimo. E a cada um ou dois dias dar a mesma noticia. Ele vai desanimando. Ele não ficou bravo em nenhum momento, porque eu sempre deixei claro que do mesmo jeito que saía, ia chegar gente. Não tinha o que fazer e eu disse que ia repor. Agora, eu sou contra comparação de Giovanni Augusto com Jadson. O Guilherme não é o Renato Augusto. Para fazer igual tem que trazer os que saíram”, comentou.

O presidente corintiano também falou de Malcom. “A saída do Malcom, ele queria ir embora e o seu procurador já procurava coisa para ele desde o ano passado. O Tite ficou chateado porque contava com ele, mas é o futebol”, completou. 

Roberto de Andrade ainda ressaltou que o Corinthians ainda precisa de um meia. “Acho que mais um meia que é o que a gente estava desenhando. Como o Giovanni Augusto. Estávamos conversando com o Blanco, estava até evoluída. Mas pelas características dele e a comissão fez análise técnica e achamos melhor o Giovanni Augusto”, disse. 

André tem a confiança de todos

“O pouco contato que tive com ele mas conversei com Tite e Edu (Gaspar) e está todo mundo tranquilo com ele. As informações que temos do Sport é que ele não deu um pingo de trabalho. Talvez isso tenha acontecido com ele, porque ele é jovem ainda. Ele jogou no Santos com 18 anos. Acredito que tem as influências também que ajudam. Ele está focado e sabe que o Corinthians exige muito. Ontem vimos André correndo e se dedicando. Não estou preocupado com isso. A confiança é dada. E todo mundo quer ser titular do Corinthians” explicou. 

Marciel emprestado por não poder jogar com Maycon

“O Maycon tinha feito uma Taça São Paulo fora de série, acima da média e se você tem Marciel e Maycon…quem vai jogar? Não tem como eles jogarem juntos. A saída foi dar rodagem ao Marciel que a oportunidade de jogar no cruzeiro é grande e o Maycon no Corinthians. Vamos ver os dois evoluindo em um time grande. Acabou o empréstimo e depois traz de volta”, finalizou. 

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *