Últimas

Rolling Stones de volta ao Rio: O que esperar do show no Macaranã?

Os Rolling Stones já estão entre nós. Você já deve ter ouvido falar das festas em Mick Jagger sambou, mas é neste sábado (20) que os britânicos desembarcam com a turnê “Olé Tour” no Maracanã, símbolo do Rio de Janeiro, cercado de expectativas. É a grande volta para a cidade onde, há dez anos, a banda fez o maior show de uma extensa e coroada carreira.

Na época, eles promoviam o disco “A Bigger Bang“, o último álbum de inéditas, para 1,5 milhão de pessoas na praia de Copacabana, de graça. Foi um novo Réveillon em pleno fevereiro.

Desta vez, não vai dar para só calçar o chinelo e cair na areia. Para assistir a versão septuagenária de pertinho é necessário desembolsar cerca de R$ 900. Não é à toa que a banda é recordista entre as turnês mais lucrativas da história. Em época de crise, os ingressos da turnê brasileira não esgotaram totalmente, mas Mick Jagger, Keith Richards, Ron Wood e Charlie Watts certamente terão a vista de uma torcida ruidosa no grandioso estádio.

Para o show deste sábado no Rio, ainda há entradas para a plateia superior. Na pista premium, que insiste em existir no Brasil, está tudo esgotado para ver a realeza do rock and roll de perto.

Grandes sucessos

A sequência de hits no repertório é o que mais difere essa versão septuagenária dos Stones daquela de dez anos atrás. Sem nenhum disco ou faixa nova para tocar, os setlists apresentados pela América do Sul estão recheados de grandes sucessos. O repertório é bem semelhante ao da turnê “Zip Code”, que girou pelos Estados Unidos em 2015, com exceção de “Bitch” e “Moonlight Mile“, que a banda tocava para promover o lançamento da edição deluxe de “Sticky Fingers“.

Ganham destaque no show os discos da fase áurea da banda, entre 1968 a 1972, como “Beggars Banquet“, “Let it Bleed“, “Sticky Fingers” e “Exile on Main Street“, com espaço tanto para o primeiro estouro da carreira, “(I Can Get No) Satisfaction” –que fecha o bis em nove de cada dez apresentações– a “Start Me Up“, pescada do chamado “último grande disco do Stones”, “Tattoo You“, de 1981.

Fora desse recorte, aparece apenas “Out of Control“, blues de “Bridges to Babylon” (1997), logo no primeiro ato. O bis promete ser emocionante, com “You Can’t Always Get What You Want“, de 1969, e a participação do Coral da PUC-Rio (Pontifícia Universidade Católica).

Em se tratando de quase 55 anos de carreira, certamente pode aparecer a decepção pela ausência de uma ou outra canção. Pensando nisso, a banda abre votação para que o público escolha uma das dez canções que compõe o setlist. Os chilenos escolheram “She’s a Rainbow“, faixa rara nas apresentações dos Stones. Por aqui, a disputa fica entre “Shattered“, “Live With Me“, “All Down the Line” e “Like a Rolling Stone“, cover do clássico de Bob Dylan, regravado pela banda em 1995.

Assim como nas outras turnês que passaram pelo Brasil, a banda deve deixar no ar uma questão repetida desde os anos 1970: será que eles voltam? Na dúvida, vá.

Serviço
Rolling Stones – “Olé Tour” no Brasil

RIO DE JANEIRO (RJ)
Quando: 20 de fevereiro (sábado)
Horários:
Abertura dos portões: 16h
Doctor Pheabes: 17h30 – 18h
Ultraje A Rigor: 19h – 19h50
Rolling Stones: 21h30
Onde: Estádio do Maracanã (rua Professor Eurico Rabelo, Maracanã)
Ingressos disponíveis: Superior 2 Sul / Superior Nível 5

SÃO PAULO (SP)
Quando: 24 de fevereiro (quarta-feira)
Onde: Estádio do Morumbi (Praça Roberto Gomes Pedrosa, 1)
Ingressos disponíveis: Pista Premium / Superior 3 / Camarote

Quando: 27 de fevereiro (sábado)
Ingressos disponíveis: Superior 3 / Camarote

Horários:
Abertura dos portões: 16h
Titãs: 19h – 19h50
Rolling Stones: 21h

PORTO ALEGRE (RS)
Quando: 02 de março (quarta-feira)
Horários:
Abertura dos portões: 16h
Doctor Pheabes: 17h30 – 18h
Cachorro Grande: 19h – 19h50
Rolling Stones: 21h
Onde: Estádio Beira-Rio (av. Padre Cacique, 891)
Ingressos: esgotados

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *