Salgueiro domina Sapucaí com samba sobre malandragem

Em um enredo todo feito com temas noturnos, a Salgueiro cantou a malandragem ao fazer o segundo desfile da noite desta segunda-feira (8) na Marquês de Sapucaí.

Intitulado Ópera dos Malandros, o enredo da escola foi inspirado na obra quase homônima de Chico Buarque. Por causa disso, os ritmistas da escola vieram fantasiado como a personagem Geni e sobre eles voou um enorme zeppelin.

Veja Também

O desfile também lembrou de óperas clássicas, como Madame Butterfly e Carmen, colocando os personagens das obras em pontos do Rio de Janeiro.

As cores da escola, o vermelho e branco, são as mesmas do Zé Pilintra, entidade do candomblé, religião à qual foram feitas diversas referências.

Se antes de entrar na Avenida a bateria e sua rainha, Vivi Araújo, haviam sido ovacionados, a escola terminou o desfile de maneira absolutamente apoteótica, com o público cantando em peso o refrão “”É que eu sou malandro, batuqueiro/Cria lá do morro do Salgueiro”.

Fonte: Band.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *