Sobrevivente é encontrada debaixo de corpo de marido 2 dias após terremoto em Taiwan

Duas pessoas foram retiradas com vida dos escombros de um prédio residencial que desmoronou, dois dias depois de um terremoto ter atingido a cidade de Tainan, em Taiwan.

A primeira vítima a ser resgatada foi uma mulher que as autoridades afirmam ter sido encontrada debaixo do corpo de seu marido. O filho dela, de dois anos, foi encontrado morto nas proximidades.

Pouco tempo depois, um homem também foi resgatado vivo, segundo a imprensa local.

Pelo menos 38 pessoas morreram no terremoto de magnitude 6.4, muitas das quais dentro do prédio Weiguan Jinlong.

Segundo as autoridades, mais de 100 pessoas ainda estariam presas em meio aos escombros.

A mulher, Tsao Wei-ling, foi resgatada na manhã desta segunda-feira, afirmou o parlamentar Wang Ting-yu em entrevista à agência de notícias Reuters. Ela estava consciente e foi levada ao hospital.

Equipes de resgate afirmaram que o corpo do marido a teria protegido de uma viga que caiu. Cinco integrantes da família ainda permanecem desaparecidos, informou a agência de notícias estatal de Taiwan.

O homem resgatado conversou com as equipes de emergência durante toda a noite. Ele foi retirado dos escombros pouco antes do meio-dia no horário local (2h de Brasília).

Autoridades afirmaram que, no sábado, 310 pessoas foram resgatadas dos escombros do edifício, e 100 pessoas foram encaminhadas para o hospital.

Uma bebê de seis meses que foi retirada com vida dos escombros morreu horas depois no hospital.

Investigação

O prédio residencial Weiguan Jinlong (Dragão Dourado, em tradução livre), de 17 andares, desmoronou logo após o terremoto atingir Taiwan no sábado, por volta das 4h (hora local), quando o país celebrava o início do feriado do ano lunar.

Autoridades abriram uma investigação para saber se houve algum erro na construção do prédio que teria contribuído para o desabamento.

O prefeito da cidade de Tainan, William Lai, afirmou que sobreviventes teriam relatado “violações” legais na construção, mas não deu mais informações.

Lai disse que levou o caso à Justiça e que promotores lançaram formalmente uma investigação sobre a construção do prédio residencial.

“Também contratamos três órgãos independentes para preservar as provas durante os trabalhos de resgate para que possamos assistir os moradores caso eles queiram entrar com ações judiciais no futuro”, acrescentou.

“Vamos responsabilizar a construtora se provarmos que eles descumpriram a lei”.

Centenas de soldados estão envolvidos nos trabalhos de resgate, com a ajuda de equipamentos de alta tecnologia, cães farejadores e gruas. Abrigos temporários estão sendo construídos para aqueles que perderam as casas.

O presidente de Taiwan, Ma Ying-jeou, e a presidente recém-eleita, Tsai Ing-wen, que venceu as eleições no mês passado, participaram de um funeral na tarde de segunda-feira.

Tsai afirmou que seu governo, que será empossado em maio, priorizará as verificações de segurança em prédios antigos.

Autoridades de saúde afirmaram na segunda-feira que pelo menos 527 pessoas ficaram feridas.

Taiwan está localizada sobre a junção de duas placas tectônicas e frequentemente sofre terremotos.

O tremor foi considerado raso, o que teriam amplificado seus efeitos, informou o Serviço Geológico dos Estados Unidos.

Cinco tremores de menor magnitude foram sentidos após o terremoto principal.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *