Sport questiona situação do Almeidão e pede para torcida não ver jogo com o Botafogo-PB

A recomendação do MP da Paraíba para que a partida entre Botafogo-PB e Sport, pela Copa do Nordeste, tenha apenas torcida única, devido aos entulhos nos arredores do Almeidão, despertou a indignação da diretoria do Leão. Em nota oficial emitida neste sábado, o clube pernambucano disse que as condições do estádio:

“A liberação do estádio para acesso de qualquer torcida, em que pese o respeito devido à decisão judicial, é uma temeridade, pois se encontra em obras, não oferece a mínima condição de segurança, e está sem laudo de funcionamento do Corpo de Bombeiros”.

Em seguida, o Leão tomou uma atitude drástica. A diretoria recomentou que, mesmo em caso de nova mudança judicial antes da partida, a torcida do Sport não vá ao estádio:

“Involuntariamente, portanto, a determinação protege o torcedor do SPORT, recomendando a direção do clube que nenhum torcedor compareça, para evitar riscos a sua integridade física. E, mesmo que a presença da torcida rubro-negra venha a ser liberada, a posição do SPORT continuará a mesma, visando a segurança e o bem estar de seus torcedores”. 

O clube pernambucano lamentou a “desorganização crônica do futebol brasileiro”.  O Sport ainda convocou os torcedores para assistirem ao duelo com o Fortaleza, na quarta-feira, pela competição:

“Aguardamos a nação rubro-negra a comparecer, com entusiasmo redobrado e com toda a segurança da Ilha do Retiro, na próxima quarta-feira (17) para empurrar o time na partida contra o Fortaleza”.

LEIA A NOTA OFICIAL DO SPORT NA ÍNTEGRA

Como vem sendo amplamente pulgado, o Sport Club do Recife estreia, neste domingo (15), na Copa do Nordeste em partida contra o Botafogo-PB no Estádio José Américo de Almeida (Almeidão), em João Pessoa.

Decisão judicial do Poder Judiciário da Paraíba, acatando pedido do Ministério Público local, determina que o jogo seja de torcida única, ou seja, a torcida do Sport está impedida de comparecer. Além disso, informações controversas continuam surgindo, lançando ainda mais dubiedade em relação à partida.

A liberação do estádio para acesso de qualquer torcida, em que pese o respeito devido à decisão judicial, é uma temeridade, pois se encontra em obras, não oferece a mínima condição de segurança, e está sem laudo de funcionamento do Corpo de Bombeiros.

O Sport protestou junto à Liga do Nordeste e à CBF, pleiteando jogo de portões fechados para proteção do público em geral, mas a alegação é a de que nada mais poderia ser feito contra a decisão judicial.

Involuntariamente, portanto, a determinação protege o torcedor do SPORT, recomendando a direção do clube que nenhum torcedor compareça, para evitar riscos a sua integridade física. E, mesmo que a presença da torcida rubro-negra venha a ser liberada, a posição do SPORT continuará a mesma, visando a segurança e o bem estar de seus torcedores.

O SPORT renova o seu compromisso de continuar lutando nos foros próprios contra a desorganização crônica do futebol brasileiro, que permite situações desta natureza, em prejuízo do espetáculo e do torcedor.

Aguardamos a nação rubro-negra a comparecer, com entusiasmo redobrado e com toda a segurança da Ilha do Retiro, na próxima quarta-feira (17) para empurrar o time na partida contra o Fortaleza.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *