Últimas

Sucesso não se discute, diz Wesley Safadão em entrevista no Domingão do Faustão

Wesley Safadão comenta o sucesso e divulga turnê internacional. Foto: Reprodução/Instagram
Wesley Safadão comenta o sucesso e divulga turnê internacional. Foto: Reprodução/Instagram

O cantor Wesley Safadão foi atração do Domingão do Faustão, neste domingo (14), para comentar o atual sucesso, além de divulgar a turnê internacional que fará de 26 a 28 fevereiro. Após cinco anos da primeira aparição no programa, na época, ainda como banda Garota Safada, o artista foi anunciado como “Wesley Oliveira da Silva, aquele com show mais valorizado do país, que teve meia hora no Fantástico e conquistou o Brasil e o coração da galera”.  

O Safadão abriu com Camarote, principal hit do DVD Ao vivo em Brasília. O clipe da canção acumula mais de 82 milhões de visualizações no YouTube. Ele também cantou A dama e o vagabundo, Aquele 1%, e finalizou com um trecho de Coração machucado, próxima faixa do DVD que será lançada na quarta-feira (17). [embedded content]

Nos momento de bate-papo, Fausto Silva questionou o porquê do nome Safadão, comentou possíveis críticas às letras e repassou os 14 anos de trajetória, além de exibir um depoimento da mãe de Wesley, conhecida como Dona Biu. “Como é que você encara, em um país como esse, ser chamado de Safadão. Que safadeza você fez?”, questionou o apresentador. “O nome da banda surgiu como Garota Safada. A partir daí, virei o Safadão e surgiu o bordão ‘vai Safadão’. Hoje sou mais conhecido como Safadão, do que como Wesley”, explica o cantor.
 

“A qualidade da sua música começa a ser analisada e criticada. Como encara isso?”, pergunta Fausto. E Wesley responde: “Ouvi uma entrevista do rei Roberto Carlos, quando foi questionado se me conhecia, ele disse uma coisa coerente: ‘Sucesso não se discute’. Não gosto de criticar nada. Minha música passa uma mensagem alegre e positiva. Hoje posso afirmar que entro nas casas do Brasil todo. Tenho fãs criancinhas até a terceira idade. Se a música fosse tão ruim assim…O meu trabalho está aí. Respeito quem gosta e quem não gosta também. Mas estou aqui para fazer o meu melhor”. 

Nos bastidores do programa, Wesley recebeu, das mãos da bailarina Carol Nakamura, um disco de platina pelo DVD Ao vivo em Brasília, pelas mais de 100 mil cópias vendidas.

Carol Nakamura entrega disco de platina, por mais de 100 mil cópias vendidas do DVD Ao vivo em Brasília. Foto: Reprodução/Instagram
Carol Nakamura entrega disco de platina, por mais de 100 mil cópias vendidas do DVD Ao vivo em Brasília. Foto: Reprodução/Instagram

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *