Últimas

Taxista é preso por suspeita de encomendar morte de colega por R$ 2 mil

Um taxista foi preso por suspeita de ter encomendado, pelo valor de R$ 2 mil o assassinato de um colega de trabalho. De acordo com a polícia, José Marcelino Cipriano Cardoso teria contratado Alexandro Pedro Ramos, de 21 anos, para matar Francisco Silva. Alexandro, mais conhecido como Lego, alega que José Marcelino teria alugado a sua arma, um revólver Taurus calibre 38, para resolver uma briga com um desafeto.

Ainda de acordo com Alexandro, caso houvesse algum problema com o revólver, Marcelino pagaria a quantia de R$ 1,5 mil. Já Marcelino conta que iria pagar a quantia para que Alexandro executasse o crime.

Segundo as investigações, a desavença entre Marcelino e Francisco teria surgido após Francisco ter pego um cliente, tomando seu lugar na fila do ponto de táxi. Depois da discussão, os dois chegaram a entrar em luta corporal.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *