Últimas

Tábarez diz que Suárez não é "salvador" da seleção uruguaia

Montevidéu, 8 fev (EFE).- O técnico da seleção uruguaio, Óscar Tabárez, garantiu nesta segunda-feira que o atacante Luis Suárez não é um “salvador”, pouco mais de um mês antes do retorno do jogador do Barcelona, marcado para acontecer em duelo com o Brasil, em Recife, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018.

“Em momento algum vejo Luis como um salvador. Pelo menos, não dou a ele a responsabilidade de ter esse papel, porque não é assim, o futebol não é assim”, disse o comandante ‘celeste’, em entrevista à emissora uruguaia “Rádio Oriental”.

Suárez entrará em campo após cumprir suspensão imposta pela Fifa, por causa da mordida no italiano Giorgio Chiellini, durante partida da fase de grupos da Copa do Mundo, em 2014.

“Não foi fácil para ele, mas ele se apegou a tudo isso e seguramente ganhou muito no Barcelona. O que Luis tem que fazer é aproveitar. Espero que seja benéfico a seleção”, garantiu Tabárez.

O treinador da seleção uruguaia aproveitou a oportunidade para minimizar o entrevero entre o zagueiro Diego Godín, do Atlético de Madrid, e Suárez. No encontro entres os dois, em duelo pelo Campeonato Espanhol, o capitão fez falta dura no atacante e foi expulso.

“Para mim, foi uma jogada comum. Não acho que era preciso ir na bola daquele jeito, não era uma jogada perigosa, mas era na adrenalina do jogo. Só não me preocupa tudo o que sai na imprensa. O importante é que estarão juntos em campo”, avaliou o atacante.

A seleção uruguaia ocupa a vice-liderança das Eliminatórias, com nove pontos em quatro jogos, três atrás do Equador, única concorrente por vaga na Copa que mantém 100% de aproveitamento.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *