Últimas

Time EUA vence Time Mundo em duelo dos calouros da All-Star Weekend

Toronto (Canadá), 12 fev (EFE).- A diversão chegou à NBA com a All-Star Weekend, que começou nesta sexta-feira em Toronto com o Jogo dos Calouros, que reúne jogadores com no máximo dois anos de liga, divididos em Time EUA e Time Mundo, e que foi vencido pelo primeiro, por 157 a 154, com Zach LaVine, do Minnesota Timberwolves, como MVP.

LaVine mostrou suas boas qualidades de ‘showman’ para conseguir o título de MVP da partida ao anotar 30 pontos, com direito a várias enterradas, e sete rebotes.

O duelo entre as jovens promessas da NBA foi uma grande exibição de jogadas de efeito no ataque, já que nenhuma das duas equipes se preocupou em defender.

Junto a LaVine, que ficou em quadra por 23 minutos, outros sete jogadores dos dez que formaram a equipe dos Estados Unidos tiveram números de dois dígitos, entre eles os outros quatro titulares.

O armador Jordan Clarkson, do Los Angeles Lakers, foi o segundo cestinha do Time EUA com 25 pontos, seguido pelo ala-armador Devin Booker, do Phoenix Suns, que forneceu 23 pontos, enquanto outro jogador dos Lakers, D’Angelo Russell, anotou 22 pontos.

O pivô Karl-Anthony Towns, número 1 do Draft 2015 e companheiro de LaVine nos Timberwolves, chegou aos 18 pontos, sete rebotes e quatro assistências.

A equipe dos Estados Unidos obteve 56% (65 de 116) de acerto nos arremessos de quadra, 41% (19 de 46) nas bolas de três, e 89% (8 de 9) nos lances livres, comparados com os 60% (67 de 111), 39% (15 de 38) e 62% (5 de 8), respectivamente, do Time Mundo, que dominou o jogo na área pintada com 51 rebotes contra 34 dos locais.

O Time Mundo teve como cestinhas os novatos Emmanuel Mudiay, armador congolês do Denver Nuggets, e Kristaps Porzingis, pivô letão do New York Knicks, que anotaram 30 pontos cada.

Quem também se destacou pelo Time Mundo foi Andrew Wiggins, eleito calouro do ano na última temporada. O armador canadense do Minnesota Timberwolves, que foi muito festejado pelos torcedores de seu país, anotou 29 pontos, enquanto Mario Hezonja, ala-armador croata do Orlando Magic, marcou 19 pontos.

O armador brasileiro Raulzinho Neto, que faz sua primeira temporada na liga defendendo o Utah Jazz, se tornou o segundo representante do Brasil a participar do evento, repetindo o feito de Nenê, selecionado em 2003 e 2004.

Raulzinho ficou em quadra por 18 minutos e anotou apenas dois pontos, mas teve boa participação na distribuição de jogo com nove assistências, entre elas uma bonita ponte-aérea com Porzingis no segundo tempo.

O duelo foi disputado no Air Canada Centre, casa do Toronto Raptors, para um público de 18.298 espectadores. Esta é a primeira vez em que a All-Star Weekend da NBA é realizada fora de território dos Estados Unidos.

A 65ª edição do All-Star Game acontece no domingo e, amanhã, sábado, será o dia do Torneio de Arremessos, do Desafio de Habilidades, do Desafio de Arremessos de Três e do Concurso de Enterradas.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *