Últimas

Twitter está prestes a estrear linha do tempo parecida com a do Facebook

Vários usuários do Twitter passaram boa parte do fim de semana tuitando contra a rede de microblogs por causa da notícia de que o site está prestes a mudar a forma como as mensagens aparecem na linha do tempo. Em vez de mostrar tudo em ordem cronológica, como sempre fez, o Twitter pretende apelar para uma timeline mais parecida com a do Facebook.

A ideia não é novidade, há tempos se fala sobre a possibilidade de o Twitter fazer essa mudança – que, inclusive, ganhou mais força desde que o serviço implantou um recurso que mostra tweets importantes que foram enviados enquanto o usuário esteve ausente. O que despertou a ira de algumas pessoas foi a divulgação, feita pelo BuzzFeed, de que a alteração pode ser feita daqui a alguns dias.

O Twitter quer fazer com que os usuários sejam sempre recebidos por tweets “importantes”, e não simplesmente os que acabaram de ser postados. O Facebook faz isso há anos e a fórmula vem sendo apontada por especialistas como um dos motivos do sucesso de Mark Zuckerberg, embora a imagem de uma máquina controlando o que será mostrado geralmente deixe internautas desconfiados.

O Verge conversou com pessoas que entraram na fase de testes da novidade e nenhuma se mostrou realmente empolgada com o que viu. Há casos em que tweets postados há mais de 10 horas aparecem na frente de outros com minutos de vida. Além disso, quando alguém faz transmissões pelo Twitter ou posta várias mensagens de uma vez, às vezes só parte dessas mensagens é exibida no “resumo”, o que quebra completamente o fluxo.

No caso do Facebook, é possível escolher quando a exibição no feed de notícias será cronológico ou feito por meio de algoritmo. O CEO do Twitter, Jack Dorsey, garantiu que o mesmo acontecerá em seu site. Dorsey postou uma série de mensagens no sábado, 6, tentando acalmar os ânimos; sem citar quando a nova timeline entrará em operação, ele informou que o Twitter manterá o seu espírito “ao vivo”: “Twitter é tempo real. Nós adoramos transmissões ao vivo.”

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *