Venezuela raciona fornecimento de energia de shoppings centers

O governo do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, começou a implantar o seu programa de racionamento de energia que vai forçar mais de 100 shoppings centers a fecharem suas portas por horas, em dias da semana, a menos que os estabelecimentos possam gerar sua própria energia elétrica.

Sob os termos do plano de três meses, os shoppings terão de encontrar suas próprias fontes de energia das 13h às 15h do horário local, e depois das 19h às 21h, de acordo com o Ministério da Eletricidade, que diz que a medida deve ajudar a Venezuela a passar pela severa seca que atinge suas usinas hidrelétricas.

A nação, que é rica em petróleo, tem sofrido com a combalida rede de energia nacionalizada, apesar dos bilhões de dólares investidos pelo governo desde a emergência elétrica de 2009. Líderes empresariais alertaram que os últimos cortes devem prejudicar ainda mais as atividades econômicas, que mais sofrem com a inflação de três dígitos e a escassez crônica de produtos. O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima que o Produto Interno Bruto do país (PIB) deve contrair 8% neste ano após recuar 10% em 2015, fazendo com que a Venezuela tenha o pior desempenho econômico do planeta.

As medidas devem colocar em risco os empregos de cerca de 500 mil pessoas que trabalham em shoppings pelo país, de acordo com a Câmara de Shoppings Centers da Venezuela. A associação comercial disse que foi notificada sobre o plano de racionamento com apenas uma semana de antecedência.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *