Últimas

Zika é assunto principal em encontro de especialistas nos EUA

Os mosquitos que transmitem o zika vírus estão entre as espécies mais difíceis de combater, porque eles vivem e se reproduzem em locais onde há água parada, como dentro das casas e em quintais, observaram especialistas em insetos na segunda-feira, na abertura da Conferência Anual da Associação Americana de Controle de Mosquitos.

Algumas cidades e municípios dos Estados Unidos já estão tomando medidas para se preparar antes das estações de reprodução dos mosquitos começarem, na primavera.

Especialistas americanos em mosquitos já têm lutado contra surtos de dengue e contra a chikungunya, disse Joe Conlon, diretor técnico da associação.

“Sabemos como controlar esses mosquitos”, disse Conlon. “Mas, a fim de se livrar deles, você tem de ser muito meticuloso.”

O departamento de controle de mosquitos de New Orleans alinhou laboratórios na Universidade do Estado de Louisiana e da Universidade de Tulane, que são capazes de rastrear mosquitos capturados em armadilhas de vigilância, disse a diretora do departamento, Claudia Riegel.

Harry Savage, entomologista chefe com do Centros de Controle e Prevenção de Doenças, disse que seu melhor palpite é que as infecções de zika transmitidas dentro dos EUA vão se dar em um número relativamente pequeno, como o da dengue, que em média contabilizou 25 casos por ano de 2010 a 2015 – embora ele tenha dito que não pode ter certeza.

Por causa de janelas teladas e do ar condicionado, Savage disse que a probabilidade de reprodução dos mosquitos dentro das casas norte-americanas é menor, comparativamente às residências dos países da América Latina e da América Central. Ainda assim, os quintais das casas tendem a oferecer uma abundância de pontos de reprodução.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *