Últimas

'A Fórmula 1 não precisa de um GP da Itália', ameaça Bernie Ecclestone

A Fórmula 1 não precisa do GP da Itália. É o que afirmou o promotor da categoria, Bernie Ecclestone, em meio a complicadas negociações para a renovação do contrato com o circuito de Monza.

Com a dificuldade dos administradores do autódromo entrarem em acordo com o detentor dos direitos comerciais a respeito das taxas para a realização da prova e o entrave na renovação do contrato, que expira neste ano, a prova italiana passou a correr sério risco.

Além de Monza, a Itália tem outros dois circuitos aptos a receber a F-1 – Imola e Mugello – mas até o momento, apesar de algumas manobras visando obter ajuda governamental terem sido tentadas, não há nada que garanta a permanência do país no calendário.

Para aumentar a pressão, Ecclestone afirmou ainda que a cidade norte-americana de Las Vegas tem um contrato para retornar ao calendário. Atualmente, a F-1 vive a temporada mais longa de sua história, com 21 provas, número considerado limite pelos membros da categoria.

“Monza tem um contrato para este ano, então vai acontecer [em 2016], mas a questão é ano que vem. Não acho que precisamos ter um GP da Itália. Alguém me disse uma vez algo engraçado, que não podíamos ter a F-1 sem uma corrida na França, mas nós temos”, lembrou o dirigente.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *