Últimas

Alunos da UnB criam 'app' voltado a quem precisa e quer oferecer carona

O excesso de carros nas ruas das grandes cidades tem levado a sociedade a buscar cada vez mais alternativas sustentáveis de deslocamento. Um grupo de estudantes do Departamento de Ciências da Computação da Universidade de Brasília (UnB) desenvolveu um aplicativo para smartphones com o objetivo de facilitar e incentivar os encontros de alunos da instituição que precisam e que estão dispostos a oferecer transporte. O lançamento da ferramenta que incentiva a carona solidária está marcado para segunda-feira, no auditório da Faculdade de Tecnologia (FT), e ocorre logo após a realização da semana da sustentabilidade, organizada pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE). Na ocasião, os jovens discutiram e implementaram medidas que contribuirão para o desenvolvimento ambientalmente correto da comunidade.

Os estacionamentos da universidade sempre cheios e, geralmente, transportando uma única pessoa, cenário comum também nos demais espaços públicos da capital, chamaram a atenção do coordenador de tecnologia Márcio Batista, que sinalizou com a necessidade de uma medida que facilitasse o trânsito na cidade. Para o desenvolvimento do projeto, Márcio contou com a ajuda dos alunos da ciência da computação Bernardo Macedo, Caio Crivellente, Henrique Faria e Pedro Medeiros, e também de outras áreas, como Natália Bernardes, do curso de designer, Thaís Terra, de jornalismo.

A ideia ganhou força com o apoio do Programa Carona Solidária UnB, vinculado ao grupo de trabalho sobre mobilidade do Núcleo de Sustentabilidade (NS/DEX), antigo Núcleo da Agenda Ambiental. Agora, com o aplicativo, o objetivo é atender, inicialmente, o Câmpus Darcy Ribeiro, na Asa Norte, e depois expandir para toda a cidade.

Quem tiver interesse em participar da rede de caronas solidárias deverá baixar o CaronaPhone, que está disponível gratuitamente na versão android para smartphones. Em seguida, o novo usuário deverá sincronizar os dados com o perfil do Facebook. Essa é uma medida de segurança para um maior conhecimento do caroneiro ou de quem vai ser usuário. Além disso, os participantes poderão avaliar, de 0 a 5 estrelas, a experiência e deixar registrado para outros usuários saberem se a carona é segura.
Quem se cadastrar como caroneiro deverá disponibilizar o trajeto, o horário e o número de vagas disponíveis no carro. Quem solicitar a carona também poderá aplicar um filtro de gênero, visível para todos os usuários. O aplicativo oferece, em tempo real, os serviços de busca por condutores disponíveis, com base em um raio de proximidade, e permite que os interessados se comuniquem por meio de mensagens.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *