Últimas

Apesar de tensão na campanha, Trump parece caminhar para vitórias expressivas na 3ª-feira

Por James Oliphant

BOCA RATON, Flórida (Reuters) – O pré-candidato republicano líder nas pesquisas, Donald Trump, encara nesta segunda-feira seu último dia de campanha antes de uma rodada de prévias partidárias possivelmente cruciais em meio a um clima de tensão crescente, resultado de embates recentes com manifestantes em comícios.

Os compromissos de campanha do empresário bilionário têm sido marcados por episódios de gritos e empurra-empurra entre apoiadores de Trump e manifestantes que têm tentado interromper os eventos pelo que denunciam como uma retórica intolerante do pré-candidato.

Mas a campanha do ex-apresentador de reality show tomou um novo rumo no último final de semana. Ele cancelou um grande comício em Chicago por causa dos temores em relação à segurança depois que manifestantes chegaram à cidade na sexta-feira causando tumultos. Trump foi empurrado por um homem em um palco no Estado norte-americano de Ohio e culpou repetidamente o pré-candidato democrata Bernie Sanders pelas ações dos manifestantes, recusando-se a assumir a responsabilidade pela escalada nas tensões.

A postura do empresário e os protestos darão um novo tom às prévias de Flórida, Illinois, Missouri, Carolina do Norte e Ohio na terça-feira, outro dia fundamental tanto para os republicanos quanto os democratas que lutam para conquistar a indicação de seus partidos para a eleição presidencial de 8 de novembro que irá determinar o sucessor do presidente dos EUA, o democrata Barack Obama.

Após um início de campanha impressionante que surpreendeu comentaristas políticos veteranos, Trump lidera no número de delegados conquistados, seguido por Ted Cruz, senador do Texas, e pode assumir o controle da corrida eleitoral republicana se obtiver grandes vitórias no dia 15 de março.

Analistas políticos hesitam em dizer se um avanço de Trump rumo à indicação da legenda pode ser freado pelos acontecimentos tensos de seus comícios recentes.

“Isso irá ajudar Trump entre os republicanos mais radicais e prejudicá-lo junto aos independentes”, disse Frank Luntz, analista de pesquisas republicano.

Pesquisas de opinião revelaram que o empresário do setor imobiliário mantém vantagens robustas nos Estados que vão às urnas na terça-feira – com exceção de Ohio, onde ele mal está empatado com o governador, John Kasich, que muitos acreditam necessitar de uma vitória em casa para se manter vivo na disputa.

Marco Rubio, senador da Flórida e favorito do establishment republicano, aposta sua sobrevivência na corrida em uma vitória em seu berço político que contrariaria as sondagens.

(Reportagem adicional de Steve Holland em The Villages, Flórida)

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *