Últimas

Assessores de Jon Jones confiam que prisão não impedirá luta com Cormier

A empresa que assessora o lutador Jon Jones acredita que a prisão do atleta por violar liberdade condicional na última terça-feira não vai interferir na sua participação no UFC 197, em 23 de abril, quando ele tentará recuperar o cinturão dos meio-pesados contra Daniel Cormier.

De acordo com o site “MMAjunkie”, os representantes de Jones enviaram um e-mail afirmando que “não esperam que a luta seja prejudicada” e que “confiam na libertação de Jon após os fatos do caso serem explicados e revisados”.

Jones foi detido na última terça por violar termos de sua liberdade condicional, decorrente de um crime de 2015. Na ocasião, ele bateu um carro alugado ao cruzar um farol vermelho e atingiu outros dois veículos; uma mulher grávida quebrou o braço. Jones fugiu da cena a pé, sem prestar socorro, e por isso recebeu 18 meses de condicional e 72 sessões de serviço comunitário.

O episódio também fez com que o UFC retirasse o cinturão dos meio-pesados do lutador. A última luta de Jones foi justamente contra Cormier, em janeiro de 2015, quando o ainda campeão defendeu seu título por decisão unânime.

A expectativa agora é que Jones fique detido pelo menos até a audiência de seu caso, que pode acontecer ainda nesta quarta-feira.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *