Últimas

Bolsa fecha em alta e atinge maior nível em 8 meses; bancos sobem

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta segunda-feira (21) com alta de 0,7%, a 51.171,55 pontos. Esse é o maior nível de fechamento em 8 meses, desde 21 de julho de 2015, quando terminou o dia com 51.474,28 pontos.

Na sexta-feira, a Bolsa caiu 0,19%, mas terminou a semana com valorização de 2,37%.

A alta do dia foi puxada, principalmente, pelo desempenho positivo das ações do Banco do Brasil e das ações do Bradesco e por rumores de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pode desistir de assumir a Casa Civil, segundo o jornal “Folha de S. Paulo”.

BB e Bradesco sobem

O noticiário político influenciou as ações dos bancos nesta sessão.

As ações do Banco do Brasil (BBAS3) ganharam 1,67%, a R$ 20,70. Aações do Bradesco (BBDC4) também subiram 1,67%, a R$ 27,94

As ações do Itaú Unibanco (ITUB4) terminaram o dia praticamente estáveis, com leve alta de 0,03%, a R$ 33,20.

Vale e Petrobras caem

No sentido contrário dos bancos, as ações da Petrobras e da mineradora Vale fecharam em baixa.

As ações preferenciais da Petrobras (PETR4), que dão prioridade na distribuição de dividendos, caíram 0,49%, a R$ 10,25. As ações ordinárias da Petrobras (PETR3), com direito a voto em assembleia, recuaram 0,74%, a R$ 8,06.

Apesar da alta do petróleo nesta sessão, os papéis da estatal foram influenciados pela expectativa da divulgação dos resultados financeiros da companhia em 2015. Os números devem ser divulgados nesta segunda-feira, após o fechamento do mercado.

As ações ordinárias da Vale (VALE3) perderam 1,17%, a R$ 15,15. Já as ações preferenciais da Vale (VALE5) se desvalorizaram 0,62%, a R$ 11,20.

Os papéis dessas empresas foram puxados pela queda dos preços do minério de ferro no exterior.

Dólar sobe 0,8%, a R$ 3,61

No mercado de câmbio, o dólar comercial fechou com valorização de 0,8%, a R$ 3,61 na venda. Com isso, a moeda norte-americana quebrou uma sequência de três quedas. 

Na sexta-feira, o dólar havia caído 1,96% e fechado a R$ 3,582, menor valor desde 27 de agosto de 2015. Apesar da alta no dia, a moeda acumula queda de 9,82% no mês e de 8,55% no ano.

Bolsas internacionais

A maioria das Bolsas de Valores da Europa fechou em baixa, com exceção das Bolsas da Itália e de Portugal.

  • Itália: +0,46%;
  • Portugal: +0,33%;
  • Alemanha: -0,02%;
  • Inglaterra: -0,08%;
  • Espanha: -0,33%;
  • França: -0,78%

Das sete principais Bolsas da Ásia e do Pacífico, três fecharam em queda. A Bolsa da China subiu e as de Hong Kong e Taiwan ficaram quase estáveis. A Bolsa do Japão não operou nesta segunda-feira.

  • China: +2,2%;
  • Hong Kong: +0,06%;
  • Taiwan: +0,02%;
  • Coreia do Sul: -0,12%;
  • Austrália: -0,32%;
  • Cingapura: -0,9%;
  • Japão não operou

(Com Reuters)

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *