Últimas

Brasil empata no fim com o Paraguai, mas cai para 6º nas Eliminatórias

O Brasil entrou em campo para enfrentar o Paraguai, em Assunção, tentando consolidar-se entre as quatro seleções que estão na zona de classificação para a Copa do Mundo de 2018, que será disputada na Rússia. No entanto, a seleção teve dificuldade para superar a marcação paraguaia e acabou empatando a partida em 2 a 2 com gol no último minuto de Daniel Alves.  Benítez e Lezcano marcaram para o Paraguai, enquanto Ricardo Oliveira anotou para a seleção brasileira. 

Com o empate, o Brasil caiu duas colocações e terminará a sexta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas na sexta colocação, empatado com o Paraguai com 9 pontos. A primeira seleção dentro da zona de classificação é a Colômbia, com 10 pontos. O Uruguai lidera a competição com 13 pontos após derrotar o Peru nesta terça (29). 

Agora, o Brasil voltará a campo pelas Eliminatórias da Copa apenas em setembro, quando enfrentará o Equador e, na sequência, a Colômbia.

RICARDO OLIVEIRA FALHA EM FINALIZAÇÕES, MAS DEIXA SUA MARCA

AFP PHOTO / NORBERTO DUARTE

R. Oliveira substituiu Neymar contra o Paraguai

O veterano atacante do Santos recebeu a oportunidade de substituir Neymar no comando do ataque. Após duas chances desperdiçadas na primeira etapa, Ricardo Oliveira vinha tendo atuação apagada no segundo tempo quando aproveitou rebote de Hulk e marcou seu gol, mostrando que poderá ser uma opção interessante para quando a seleção brasileira precisar de um atacante que atue mais fixo dentro da área adversária. 

GIL SURGE COMO OPÇÃO A DAVID LUIZ, MAS TAMBÉM NÃO CONVENCE

AP Photo/Jorge Saenz

Gil disputa jogada pelo alto

O zagueiro  entrou na partida diante do Paraguai com a responsabilidade de substituir David Luiz, que teve atuação abaixo da média contra o Uruguai. No entanto, assim como seu colega de equipe, Renato Augusto, o ritmo intenso acabou prejudicando o zagueiro. Gil até poderia ter marcado um gol, que foi corretamente anulado pela arbitragem após falta cometida pelo zagueiro. 

LEZCANO LIDERA O PARAGUAI EM VITÓRIA SOBRE A SELEÇÃO

AP Photo/Jorge Saenz

Lezcano marcou o 1º gol do Paraguai

O atacante Dario Lezcano infernizou a zaga brasileira durante todo o confronto e foi o melhor em campo. Com muita movimentação, o atleta conseguiu abrir espaços para seus colegas e foi o responsável por marcar o primeiro gol paraguaio, que encaminhou a vitória sobre a seleção brasileira.

RENATO AUGUSTO SENTE RITMO DO JOGO E TEM ATUAÇÃO APAGADA

AFP PHOTO / NORBERTO DUARTE

Renato Augusto teve atuação apagada

O meia já havia declarado, em sua chegada à seleção, que estava sem ritmo de jogo. Com pouca movimentação, o atleta não conseguiu cadenciar a seleção e criar boas jogadas. O lance que evidenciou sua atuação aconteceu aos 23 minutos de jogo, quando isolou um chute da entrada da área mesmo sem marcação. 

DANI ALVES EVIDENCIA FRAGILIDADE NA MARCAÇÃO

AFP PHOTO / PABLO BURGOS

Dani Alves falhou no sistema defensivo

O lateral do Barcelona nunca foi conhecido por ter um forte poder de marcação. Contra o Paraguai, ambos os gols saíram pelo lado de Dani Alves, que não conseguiu alcançar seu rival no primeiro gol e, no segundo, deixou Benítez antecipar o lance e sair cara a cara com Alisson. No entanto, o lateral demonstrou, mais uma vez, sua boa capacidade ofensiva ao marcar o gol de empate. 

DUNGA APOSTA EM TÁTICA OFENSIVA PARA MUDAR PARTIDA

AP Photo/Jorge Saenz

Dunga apostou no mesmo esquema tático usado contra o Uruguai

O técnico Dunga, mais uma vez, insistiu no esquema 4-2-3-1, com Douglas Costa e Willian atuando abertos pelas pontas e Renato Augusto centralizado, com a responsabilidade de armar o jogo. Sem Neymar para fazer a função de “falso 9”, o treinador apostou em Ricardo Oliveira para atuar mais fixo entre os zagueiros. A tática não surtiu resultado e, no segundo tempo, o treinador optou por abrir mão dos volantes de marcação, Fernandinho e Luiz Gustavo, para apostar na velocidade de Hulk e na inteligência de Lucas Lima. Com isso, a equipe subiu de produção e, na base do sufoco, conseguiu buscar o empate com gol no último minuto. Mas quase que Hulk põe tudo a perder com esta finalização… 

A bola caiu no pé esquerdo do Hulk, era a chance do primeiro gol do Brasil, mas aí… https://t.co/

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

3EyROgok3f

— Goleada Info (@goleada_info) 30 de março de 2016

INTERNAUTAS NÃO PERDOAM ATUAÇÃO DA SELEÇÃO BRASILEIRA

Eu ainda acho que o Brasil não vai se classificar entre as 4 melhores seleções sul americanas pra copa da Russia em 2018

— Gustavo ™ (@_gustavoSCI) 30 de março de 2016

Brasil tomando um vareio de bola do Paraguai eu vivi para ver isso.

— Wander (@wander_custodio) 30 de março de 2016

Paraguai jogando como aquele Brasil de antigamente, e o Brasil jogando como o Paraguai de sempre!

— Thallys Costa (@thallyscosta) 30 de março de 2016

ERICH BETING COMENTA DESEMPENHO DA SELEÇÃO BRASILEIRA

O blogueiro Erich Beting comentou a partida para o Placar UOL e avaliou o desempenho da seleção brasileira diante do Paraguai. Para o comentarista, o Brasil não segue com dificuldade para acertar o posicionamento em bolas paradas e na marcação. O Paraguai se fechou na defesa e ficou esperando o Brasil, que se matou sozinho por estar mal posicionado em campo e errando demais, conseguindo o empate na base do sufoco. 

BRASIL CAI PARA A SEXTA COLOCAÇÃO

O Brasil perdeu a chance de terminar a rodada na zona de classificação para a próxima Copa do Mundo. Com o empate, a seleção caiu duas posições e terminará a sexta rodada na sexta colocação, empatado com o Paraguai com nove pontos. A primeira seleção dentro da zona de classificação é a Colômbia, com 10 pontos. O Uruguai lidera a competição com 13 pontos.

DANI ALVES AVALIA O EMPATE DA SELEÇÃO

O lateral Dani Alves, autor do gol que decretou o empate da seleção no último minuto, ressaltou que a seleção brasileira precisa melhorar sua atuação, citando que a equipe não pode viver de seu passado. “Acredito que a gente tem que melhorar. A gente deixa muito espaço. Isso é a seleção brasileira. Temos que ir na base do trabalho, não nas estrelas que a gente tem no peito”, analisou.

SELEÇÃO BRASILEIRA SEGUE COM DIFICULDADE PARA CRIAR JOGADAS

A seleção brasileira segue com dificuldades para criar jogadas, especialmente quando Neymar não participa do jogo. Na partida contra o Uruguai, o atacante criou as principais jogadas ao lado de Willian. Nesta terça-feira (29), com Ricardo Oliveira mais fixo na área e uma marcação mais apertada no meio-campista, o Brasil esbarrou na falta de criatividade e só conseguiu chegar ao empate ao pressionar os paraguaios, que se acuaram aguardando o fim da partida.

FICHA TÉCNICA

Paraguai X Brasil

Horário: 21h45 (de Brasília)

Local: Estádio Defensores del Chaco, em Assunção, Paraguai

Árbitro: Wilmar Alexander Roldán Pérez (Colômbia)

Assistentes: Alexander Guzmán Bonilla (Colômbia) e Cristian De la Cruz Achicanoy (Colômbia)

PARAGUAI: Villar; Gómez, Paulo da Silva, Aguilar e Samudio; Ortigoza, Ortiz (Jonathan Santana), Oscar Romero, Iturbe; Lezcano (Iturbe) e Jorge Benítez (Roque Santa Cruz).

Técnico: Ramón Díaz

BRASIL: Alisson; Daniel Alves, Miranda, Gil e Filipe Luis; Luiz Gustavo (Lucas Lima), Fernandinho (Hulk), Renato Augusto, Willian e Douglas Costa; Ricardo Oliveira (Jonas).

Técnico: Dunga

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *