Cansada de ofensas, streamer de "LoL" para de sensualizar nos vídeos

O meio dos streamers de games, pessoas que fazem transmissões ao vivo enquanto jogam determinado game, é concorrido. A facilidade de gravação e transmissão, que pode ser feita por meio de plataformas como Azubu e Twitch, somada à saturação desse tipo de conteúdo exige que os interessados apresentam conteúdos inovadores e chamativos para se destacar.

Não é raro streamers apelarem para a sensualidade. Nesse contexto, surgiram as chamadas “boobie streamer”, garotas que transmitem partidas de jogos como “League of Legends” utilizando fartos decotes e ângulos de câmera estratégicos para valorizar atributos físicos. A usuária de Twitch “Raihnbowkidz” era uma dessas garotas. Apesar de seu canal apresentar números modestos comparado aos da concorrência – cerca de 4 milhões de visualizações e por volta de 200 mil seguidores no Twitch, além de quase 13 mil inscritos no YouTube -, ela usava do expediente para promover os vídeos. 

Usava, porque em um vídeo recente ela afirmou que está cansada desse tipo de conteúdo. “Para ser honesta, não estou mais feliz com o que eu faço. Cheguei ao ponto de não aguentar mais me assistir”, disse em um vídeo no qual explica toda a preparação necessária para ter uma aparência bonita e sensual em suas transmissões. 

Reprodução

Ofensas, desconforto e conteúdo pouco aprofundado foram as principais razões para streamer parar de se produzir para seus vídeos

Além de maquiagem, a streamer salienta que é necessário utilizar um tipo de sutiã apertado, o que provoca bastante desconforto. Todo o processo de preparação demora entre 30 e 40 minutos. Outra razão de incômodo para a garota eram as ofensas das quais ela acabava sendo alvo: “Nas janelas de conversação, a cada segundo chegavam mensagens me chamando de vagabunda ou prostituta. Perdeu completamente a graça”. A soma dos dois fatores, segundo a streamer, acabava sendo uma fonte de desgaste tanto físico quanto emocional.

Por fim, Raihnbowkidz também diz que acredita não estar contribuindo em nada para comunidade de “League of Legends” ao apresentar vídeos dessa forma. “Minhas transmissões chegaram ao ponto de que não eram mais sobre ‘League of Legends’. Nos meus dias mais produtivos, eu sentia que não estava fazendo nada”, conclui, deixando claro que não acha errado quem faz isso. 

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *