Últimas

Cirurgiões-dentistas em greve a partir desta quinta no Recife

Os cirurgiões-dentistas que atuam na rede municipal do Recife vão parar. Em assembleia na última sexta-feira, a categoria decidiu deflagrar greve geral por tempo indeterminado. Os 300 servidores públicos que atendem em Unidades de Saúde da Família, Policlíninas e Upinhas querem melhores condições de trabalho e reajuste salarial. A greve está marcada para começar na próxima quinta.

“A gestão não cumpre os acordos feitos desde julho de 2014. Depois de um longo período sem dialogar com a categoria, a Prefeitura do Recife retomou as negociações, em dezembro, para oferecer 0% de reajuste. Estamos em estado de greve há mais de 15 dias e agora chegamos ao processo de exaustão nas negociações”, explicou o presidente do Sindicato dos Odontologistas no Estado de Pernambuco (Soepe), Ailton Coelho. Segundo o sindicalista, a PCR apresentou uma possibilidade de reajuste vinculada ao aumento da arrecadação da Receita Líquida Real (RLR) do município.

De acordo com a proposta do governo, após análise realizada por bimestre, a PCR vai informar se houve ou não crescimento da RLR. Com isso, os servidores poderão ter entre 1,5% e 7,5% de aumento, seguindo uma tabela pré-estabelecida.

Estagiários

Diante do não cumprimento dos acordos, a categoria também decidiu não receber os estagiários dentro da atividade de preceptoria pela falta de condições nas unidades de saúde e para não prejudicar a formação dos estudantes. Outra decisão da categoria é não aderir ao Programa Nacional de Melhoria do Acesso e Qualidade da Atenção Básica (PMAQ) e ao Programa Saúde na Escola (PSE).

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *