Últimas

Corpo encontrado pela PM é do neto de Chico Anysio

O corpo de Rian Brito, neto de Chico Anysio, foi encontrado em Quissamã, no Norte Fluminense, nesta quinta-feira, 3, mais precisamente na Vala da Lagoa Preta, no Parque Nacional da Restinga deJurubatiba. A informação foi confirmada ao EGO pelo tenente Amaro Garcia, coordenador de Defesa Civil de Quissamã, primeiro a chegar ao local.

“É ele. O local é distante, com muita areia, mas identificaram por causa da pulseira e da correntinha que ele estava usando. Pelas caracateristicas o corpo é dele. O corpo estava deformado, sem os olhos, sem as orelhas. Estava só de bermuda. Com certeza ele morreu no mar”, declarou o tenente, que ainda revelou que Rian estava há 25 km de onde seus documentos foram encontrados.

O corpo foi encontrado 8 km antes do farol da praia de Flexeiras graças a uma denúncia que chegou até a Defesa Civil de Quissamã e a Guarda Municipal. “Viemos com as polícias civil e militar deQuissamã usando viaturas de tração porque não é possível chegar em um carro comum. A nossa luta foi grande e envolveu a Defesa Civil, o ICMBio, os bombeiros de Campos e Macaé, foi um esforço em conjunto”, contou Amaro.

No momento, o corpo está na área da praia aguardando a perícia e a família ainda não teve acesso.

Os bombeiros chegaram ao local por volta das 11h20. Pouco antes, Amaro Garcia havia informado que estava a caminho e que as autoridades ainda não tinham certeza se de fato havia um corpo no local. “A gente não sabe ainda. Estamos indo até lá para saber se é verdade porque entra muita informação que não é verdadeira. Tem entrado muito falso aviso”, comentou.

As buscas por Rian recomeçaram às 5h desta quinta-feira, 3, e, segundo o coordenador de Defesa Civil de Quissamã, a equipe contou com o apoio de um helicóptero da Petrobras a pedido do ICMBio, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, responsável pelo parque nacional que abrange a região. “Os bombeiros estão investindo mais na lagoa e e na área marítima com moto aquática sob o comando do major Chincado. A guarda ambiental de Macaé, junto com a guarda de Carapebus e o grupo de defesa civil de Quissamã estão fazendo o patrulhamento terrestre numa área de mata de 15 km”, informou.

Entenda o caso

Rian Neto estava desaparecido desde a terça-feira, 23, quando foi deixado pela mãe na autoescola em São Conrado, na Zona Sul do Rio. As últimas imagens que se têm dele são a dele saindo do shopping Fashion Mall, localizado na Zona Sul do Rio de Janeiro e entrando sozinho em um ônibus em Quissamã. Câmeras do centro comercial fizeram imagens do desaparecido entrando em um táxi. No shopping, o filho de Nizo Neto fez um saque bancário, mas o valor ainda não foi divulgado. Riandesapareceu quando foi deixado pela mãe na porta do cusro de auto-escola, em São Conrado, na Zona Sul do Rio. Desde então nunca mais foi encontrado.

Desabafo dos pais

Márcia Brita, mãe de Rian, fez um post em sua página no Facebook na madrugada desta quinta, 3, reclamando dos comentários sobre os detalhes do desaparecimento de Rian. “E parem de dizer queRian deixou seus pertences alí para ser ou não achado. Nada a ver com ele. Esta era a forma de colocar nossas coisas que o ensinei quando vamos à praia e com frequência e sempre levamos poucas coisas: colocamos nossas havaianas embaixo e as coisas dobradas em cima, algo de valor dentro, para mergulharmos”, escreveu ela. Na segunda-feira, 25, foram encontrados roupas e documentos do jovem em uma área isolada, de mata virgem e difícil acesso, localizada entre a Lagoa do Paulista e o mar, em Quissamã.

Na quarta-feira, 2, Nizo Neto gravou um vídeo no qual fala sobre as buscas pelo filho. A gravação foi postada pela atual mulher do ator, Tatiana Presser, no Facebook. No vídeo, Nizo comenta o grande mistério que tem sido para a família o fato do filho ter ido para Quissamã, no Norte Fluminense. Segundo o filho de Chico Anysio, o rapaz chegou à noite na cidade, desembarcando de um ônibus. No entanto, seus pertences só foram encontrandos no domingo. 28. “É um mistério enorme para nós o fato dele ter ido para Quissamã. Ele chegou na terça-feira lá e seus pertences foram encontrados no domingo. O que ele fez esse tempo na cidade? Isso é um grande mistério para nós. O lugar é enorme. Uma praia deserta, com um mato atrás. Ele pode ter circulado despercebido na cidade.” Na terça-feira, a Polícia Civil fez buscas por via terrestres na área, mas nenhuma pista ou testemunha foi encontrada.

“Momento de desespero”, afirmou Nizo ao EGO

Procurado pelo EGO para dar mais detalhes do desaparecimento, Nizo revelou que Rian foi deixado na rua, próximo a autoescola para onde iria, pela mãe, mas não chegou a entrar no local. Ninguém viu nada acontecer no entorno.

“Ficamos muito preocupados quando ele não ligou para a mãe ir buscá-lo. Ele deixou o celular em casa e, quando ela ligou para a autoescola para saber dele, disseram que ele nem chegou a ir lá. A mãe dele foi na polícia – na 15ªDP – 24 horas depois e ontem eu fui direto na delegacia especializada para dar mais informações. No momento, a polícia está trabalhando com todas as hipóteses possíveis: sequestro relâmpago, a possibilidade dele ter resolvido fugir por conta própria… Mas não vimos nenhum sinal de que ele quisesse isso. Ele é um garoto tímido, mas sem nada de anormal. Nosso relacionamento é ótimo”, afirmou.

Apesar da situação difícil, Nizo disse que estava tentando manter a calma, mas admitiu: “É um momento de desespero, mas só nos resta esperar. Não desejo isso para ninguém. É um vazio muito grande porque não tem o que fazer. Já fiz tudo que podia na esfera legal e não tem como pegar o carro e sair andando pela rua atrás dele, sem rumo. O clima na família é de comoção total. Ele é muito querido”.

Por: 7 Segundos com EGO

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *