De vice artilheiro a fora do banco. Thiago Ribeiro perde espaço no Atlético

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Desde que se recuperou de lesão, Thiago Ribeiro só participou dos jogos que o Atlético-MG usou os reservas

    Desde que se recuperou de lesão, Thiago Ribeiro só participou dos jogos que o Atlético-MG usou os reservas

No último jogo do Atlético-MG em 2015 Thiago Ribeiro foi titular e fez um dos gols na vitória por 3 a 0 sobre a Chapecoense. Em um dos camarotes do Mineirão estava Diego Aguirre, técnico apresentado pelo clube alguns dias antes, escolhido para comandar a equipe a partir de janeiro de 2016. O treinador parece ter gostado do que viu naquela partida e Thiago Ribeiro começou o ano como titular.

Mas não passou disso. O camisa 22 jogou contra Schalke 04 (45 minutos) e Corinthians (55 minutos) e depois não apareceu mais na equipe principal, nem mesmo entre os jogadores relacionados. É verdade que Thiago Ribeiro ficou cerca de um mês parado, por causa de um estiramento na coxa esquerda. Mas mesmo recuperado as oportunidades foram somente nos jogos contra URT e América-MG, em confrontos em que Aguirre optou por preservar os titulares.

Curiosamente, o meia Dátolo que também ficou machucado alguns dias e foi liberado pelo departamento médico depois do que Thiago, já apareceu nas relações da equipe principal. Inclusive no duelo contra o Independiente Del Valle. Dátolo foi para o banco de reservas e entrou nos minutos finais, enquanto Thiago Ribeiro seguiu apenas treinando na Cidade do Galo.

Ruim para o atacante, que perdeu espaço no elenco do Atlético e mais uma vez não foi relacionado. Thiago sequer seguiu com a delegação atleticana que viaja para o Chile, para o confronto com o Colo-Colo, pela Libertadores. Importante em 2015, com gol na final do Campeonato Mineiro e vice artilheiro atleticano no Brasileirão, com nove gols, Thiago Ribeiro ganhou novos concorrentes. Além de Robinho, principal reforço do Atlético para a temporada, o clube também buscou Hyuri, Clayton e Pablo, que retornou após empréstimo ao América-MG.

O contrato do Atlético com Thiago Ribeiro vai até junho, com possibilidade de ser estendido automaticamente até o final de julho, caso o clube mineiro avance às finais da Copa Libertadores. Emprestado pelo Santos, o atacante chegou à Cidade do Galo sem custos, apenas com a equipe mineira bancando integralmente os salários do jogador. Pouco aproveitado por Aguirre, pelo menos desde que recuperou de lesão, Thiago Ribeiro tem sua permanência ameaçada na Cidade do Galo.

Desde que chegou ao Atlético, em abril do ano passado, o atacante disputou 42 partidas e marcou 10 gols. Recuperar espaço e ser mais aproveitado é algo determinante para ter o contrato renovado, ou pelo menos a tentativa por parte da diretoria atleticana. Por enquanto, com um salário alto, dificilmente Thiago Ribeiro vai continuar em Belo Horizonte no segundo semestre apenas para ser a quarta ou quinta opção de Diego Aguirre.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *