Últimas

Deputado deve se licenciar para tratar “nervosismo”

Pessoa pode ser o quarto parlamentar a se afastar para tratamento de saúde

 

O deputado Severino Pessoa deverá ser o quarto parlamentar da Assembleia Legislativa de Alagoas a se licenciar este ano para tratamento de saúde.

Hoje pela manhã, por telefone, Pessoa me confirmou que está com “problemas” de cabeça, “nervoso” e “sem dormir”, e que ainda nesta terça-feira consultará um médico para saber se precisará ou não se afastar do mandato por 120 dias. Caso ele entre de licença médica, assume em seu lugar o suplente Francisco Hollanda, recém-filiado ao PMDB do governador Renan Filho.

Antes de me falar sobre seus problemas de saúde, quando eu perguntei se ele estaria se licenciando do mandato, o deputado me respondeu:

– “Estamos conversando”.

– Quem está conversando, deputado?

Ele repetiu:

– “Ainda estamos conversando”.

– O senhor e quem? Francisco Hollanda?

– “Estou com problemas de cabeça, sabe? Ando nervoso, sem dormir…”

– O senhor está tirando licença de fato para tratamento de saúde ou é um acordo político?

– “Não, não, não tem acordo. Estou doente. Hoje nem vou à Assembleia porque vou ao médico. Ele quem vai me dizer se eu tiro ou não licença”.

– Caso o senhor tire licença, a Assembleia pagará seu salário integralmente a também salário ao seu suplente.

– Sim, claro, pagará! Pagará!

A Assembleia Legislativa de Alagoas tem 27 deputados estaduais, paga atualmente a 29, e pode até o final deste mês bancar os salários de mais dois parlamentares, entre eles Severino Pessoa. Estão licenciados para tratamento de saúde os deputados João Beltrão e Francisco Tenório. O deputado Sérgio Toledo já anunciou pela imprensa que também se licenciará para cuidar de problemas renais.

Trinta e um deputados custarão ao Legislativo de Alagoas, apenas com salários, mais de R$ 620 mil por mês.

Uma bagatela, tudo legalmente autorizado pelo Regimento da Casa, na maior transparência…

 

Por Eliane Aquino

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *