Últimas

Drone anfíbio consegue se manter sob a água por meses como um submarino

Os pesquisadores da Universidade Johns Hopkins criaram um drone capaz de permanecer embaixo d’água por meses antes de retomar o voo autônomo. A ideia é criar uma alternativa aos submarinos nucleares, que também podem permanecer por longos períodos escondidos sob a água, mas que precisam se arriscar ao se aproximar da superfície para usar um periscópio.

O drone em questão se chama CRACUNS (sigla em inglês para Sistema Não-Tripulado Disfarçado Aéreo-Náutico Resistente a Corrosão). A ideia é que ele seja acoplado ao lado externo de um submarino nuclear para poder fazer imagens de reconhecimento aéreo sem que o veículo precise se aproximar da superfície, arriscando o veículo que custa bilhões.

O CRACUNS usa peças feitas com impressora 3D, e uma parte de seus componentes elétricos são protegidos por um invólucro à prova d’água. Já os quatro motores elétricos usam um revestimento que repele a água, mantendo as peças protegidas.

Tudo isso permite que o aparelho seja bastante barato, o que facilita o seu uso como uma ferramenta descartável para uso em situações que seriam mais perigosas para um submarino.

Nos testes, os pesquisadores conseguiram deixar o CRACUNS sob a água salgada por um período de dois meses sem que isso afetasse a sua capacidade de voo, o que abriria a possibilidade que, por exemplo, um avião jogasse o drone secretamente na costa de um país e o deixasse lá por alguns meses até que ele pudesse começar a voar para a região com terra para coletar informações.

Via Gizmodo 

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *