Últimas

Dunga: 'Não fui campeão do mundo. É normal ser contestado'

Satisfeito com o empate com o Paraguai por 2 a 2 devido às circunstâncias da partida desta terça-feira, em Assunção, o técnico Dunga voltou ao passado para encarar as críticas que vem sofrendo desde o regresso à Seleção Brasileira. Apesar do resultado obtido no fim do jogo, o comandante não conseguiu deixar a equipe verde e amarela na zona de classificação para a Copa do Mundo de 2018, ao fim desta sexta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas

– A responsabilidade é sempre do treinador. Felipão, campeão do mundo, foi contestado. Zagallo, campeão do mundo, foi contestado. Parreira, campeão do mundo, foi contestado. Por que eu não seria? Eu não fui campeão, então, é normal o que está acontecendo. Não é novidade. Temos nossa forma de jogar e não vamos mudá-la – insistiu Dunga.

Assim como na entrevista coletiva após o empate de 2 a 2 com o Uruguai, Dunga frisou que esta edição das Eliminatórias é a mais difícil de todos os tempos e ainda minimizou o fato da Seleção estar apenas na sexta colocação do torneio.

– Claro que estamos preocupados com a tabela. Mas estamos há quatro pontos do líder e vamos enfrentá-los na próxima rodada. Dependemos de nós mesmos. A distância do meio para o topo será muito curta até o fim. Essas Eliminatórias são as mais equilibradas.

Por fim, Dunga elogiou o segundo tempo da Seleção Brasileira e a capacidade de buscar o empate mesmo com o placar adverso de 2 a 0.

– Colocamos o Paraguai atrás e continuamos pressionando. Fizemos um segundo tempo bom, terminamos muito bem. Antes do Uruguai, estávamos há 120 dias sem jogar e ainda assim tivemos um bom primeiro tempo. Hoje, foi o contrário. Crescemos só na segunda etapa – completou o técnico da Seleção.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *